Criança

Será que a geração do seu filho não correrá o risco de ter Alzheimer?

Pesquisadores da Califórnia conseguem neutralizar o gene da doença e trazem esperanças para o futuro

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Alzheimer

Olha que demais! Pesquisadores do Instituto Gladstones, da Califórnia, descobriram como neutralizar o gene que causa o Alzheimer. Yadong Huang, cientista que liderou o estudo do grupo de pesquisadores, relatou que eles obtinham sucesso quando faziam testes laboratoriais em ratos, mas quando testavam os mesmos medicamentos em humanos, o resultado era falho.

Por isso, passaram a investigar diretamente em células do cérebro humano, e encontraram o motivo responsável pela doença, uma proteína mutante do gene apoE4, que danifica as células cerebrais. De acordo com pesquisas, essa proteína duplica as chances de uma pessoa desenvolver, ao longo dos anos, danos cerebrais.

O Alzheimer é uma doença progressiva e irreversível, que atinge cerca de 1,2 milhão de pessoas. Com esse novo estudo, podem vir à tona novas drogas que auxiliem com esse tratamento, mas é preciso ter cuidado e esperar a pesquisa se desenvolver mais, pois os testes foram feitos apenas com células cerebrais coletadas e testadas em laboratório.

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não