Criança

Talvez você tenha naturofobia e nem saiba! A gente te explica

Você sente aflição em deixar o seu filho pisar na grama porque pinica ou pode subir um bichinho?

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

Para discutir o meio ambiente hoje temos que começar do início. Você sente aflição em deixar o seu filho pisar na grama porque pinica ou pode subir um bichinho? É difícil falar sobre os cuidados com o planeta quando construímos uma distância enorme entre nós e a natureza.

Caso a sua resposta para a nossa pergunta tenha sido “sim”, temos uma informação importante: você pode sofrer de NATUROFOBIA. E parece que a maior parte dos seres humanos sofre desse mal e não tem conhecimento. Essa palavra se resume a nossa dificuldade em lidar com a natureza e aceitar o que é natural.

Nos dá agonia ver as crianças brincando descalças ou sentadas na grama, afinal, pinica! E que desespero é ver que seu filho descobriu uma poça de lama para brincar, imagina ter que tirar toda aquela sujeira depois. “As pessoas não gostam do que é natural, muitas vezes têm medo, pavor, nojo”, diz Claudia Visoni, jornalista e ambientalista, mãe de Alex e Julieta. São pequenas ações que mostram o quanto a gente possui uma certa fobia pela natureza e essa atitude não ajuda em nada.

Vamos além, não queremos discutir apenas sobre a aversão das pessoas à vegetação, mas falar também sobre os animais. Temos o costume de querer acabar com qualquer inseto que aparece, e manter as coisas 100% limpas. Um exemplo ótimo dessa prática seria a nossa “neura” de que as crianças precisam estar sempre impecáveis. Melhor não deixar engatinhar no chão sujo, nada de banho de chuva ou se sujar com a comida durante as refeições.

Com todo esse distanciamento fica difícil se envolver quando o assunto é cuidar do meio ambiente. Sejamos sinceros, o que acontece na maioria das vezes, se você não é um ativista engajado, é brotar uma indisposição para ler um texto sobre como economizar a água. Estreitar a relação entre você e o planeta é o primeiro passo para colocá lo no topo das suas prioridades quando o assunto é futuro e seu filho vai seguir os seus passos por causa daquela palavra que a gente ama: exemplo.

O contato com a natureza tem outra vantagem, o desenvolvimento da imunidade. A criança precisa de anticorpos. Andar descalço na grama, engatinhar no chão e brincar um pouco com a lama não vão fazer mal de vez em quando. No caso dos insetos, alguns compostos químicos que a gente utiliza para exterminá-los podem prejudicar a nossa saúde, além de serem ruins para o meio ambiente. “Nosso corpo está