Menino de 13 anos é morto ao defender família de assalto no recife

O menino pegou uma faca para defender a mãe e o padrasto e acabou levando um tiro no peito dos assaltantes

Resumo da Notícia

  • A criança de 13 anos foi baleada no peito após tentar defender a família
  • A casa do garoto foi invadida por assaltantes e ele pegou uma faca para proteger a mãe e o padrasto
  • O garoto morreu no local e a mãe e padrasto estão no hospital após serem acertados por bala

Um adolescente de 13 anos morreu na própria casa, no momento em que defendeu a família, na última semana em um condomínio na rua Barão de Ladário, Zona Oeste do Recife. A mãe e o padrasto foram baleados.

-Publicidade-

Na hora que a ação aconteceu, ainda tinham outros três menores de idade na casa, um adolescente de 17 anos, uma criança de 6 anos e um bebê de 7 meses. Todos eram irmãos do menino que morreu.

Foi relatado para Polícia Civil que dois homens armados invadiram a casa da família querendo fazer um assalto. O adolescente de 13 anos pegou uma faca para se proteger e defender a família, mas os assaltantes atiraram nele. O menino foi acertado no peito e morreu no local do assalto. O corpo foi levado para o IML (Instituto Médico Legal).

A mãe é uma cabeleireira de 32 anos e tentou proteger o filho no momento do tiroteio, quando foi baleada, junto com o padrasto do menino. A mulher foi encaminhado para o Hospital da Restauração, em Recife. O padrasto foi levado para o Hospital Getúlio Vargas e até o presente momento, não há mais notícias sobre o quadro de saúde do casal.

Os moradores da região se assustaram com o assalto e a falta de segurança do local. Uma mulher saia do culto da igreja no momento e ficou sabendo do ocorrido: “Quando terminou o culto, a gente já saiu vendo a movimentação, fica cheio de gente. E subiu muita polícia aqui”.

Momento em que o garoto foi baleado na própria casa
Momento em que o garoto foi baleado na própria casa (Foto: Reprodução/ Artur Borba/JC Imagem)

Ela também relatou que foi assaltada há menos de um mês por dois homens em uma moto: “Se a gente tivesse reagido, com certeza eles teriam atirado” disse. As investigações do caso estão sendo realizadas pela Força Tarefa de Homicídios da Capital. Perto da casa da família onde aconteceu a tragédia, foi encontrada uma moto suspeita e periciada.

Nota da polícia civil

“A POLÍCIA CIVIL DE PERNAMBUCO informa que registrou, no dia 07 de abril, através da Equipe de Força Tarefa de Homicídios da Capital, ocorrência de Homicídio – doloso (consumado) e Homicídio – doloso (tentado). As vítimas, um homem de 24 anos e outro de idade não informada (vítima fatal), deram entrada em uma unidade hospitalar local com perfurações de arma de fogo, após serem encontradas em uma residência no bairro do Barro. Segundo relatos, desconhecidos teriam invadido a casa e anunciado assalto. Uma das vítimas teria reagido e atingido um dos autores com uma arma branca, momento em que teria sido alvejado e falecido no local. A mãe da vítima teria tentado defender o filho e o seu companheiro também foi alvejado. Os autores fugiram em seguida. As investigações foram iniciadas e continuam até o esclarecimento do caso”.