Amor verdadeiro! Namorados de escola reatam relação 14 anos depois e têm 2 filhos durante quarentena

Scott Gretton, de 33 anos, e Rachel Taylor, de 32, terminaram o namoro na adolescência aos 16 anos. Após dois anos juntos novamente o homem decidiu pedir a namorada em casamento

Resumo da Notícia

  • O casal se separou quando tinha 16 anos e em 2019 reataram a relação
  • Após dois anos juntos, os dois já estão noivos e com dois filhos
  • A mãe conta como foi a experiência de dois anos movimentados durante a pandemia

Namorados do colegial decidiram reatar a relação em 2019, após dois anos morando juntos, eles ficaram noivos e tiveram dois filhos durante a quarentena, causado pelo novo coronavírus. Em Hartlepool, na Inglaterra, Scott Gretton, de 33 anos, e Rachel Taylor, de 32, deram as boas-vindas aos dois filhos: um no primeiro ano de confinamento, e logo em seguida para outro menino, menos de 11 meses depois.

-Publicidade-
Após dois anos juntos novamente Scott decidiu pedir Rachel em casamento (Foto: Reprodução / DailyMail)

Após dois anos juntos novamente Scott decidiu pedir Rachel em casamento. “Mãe, você se casa com meu pai?”, era a frase que estava bordada no macacão do recém-nascido Oscar. O plano para o pedido de casamento aconteceu em menos de 24h, enquanto Rachel ainda esta em observação no hospital após o parto.

Scott e Rachel eram namorados na escola, mas se separaram aos 16 anos. Eles reataram o namoro da adolescência em 24 de fevereiro de 2019 – dois anos antes do nascimento do segundo filho. O casal ainda não deu o nome do bebê, mas disseram que mal podem esperar o fim do isolamento para que possam exibi-lo aos amigos e familiares.

-Publicidade-
Scott e Rachel eram namorados no ensino médio, mas se separaram aos 16 anos (Foto: Reprodução / DailyMail)

“Os últimos dois anos foram um verdadeiro furacão, certamente estivemos ocupados. Não consigo imaginar que exista outro casal maluco o suficiente para ter dois bebês confinados. Não ouvimos que mais ninguém tenha feito o mesmo, então podemos ser os primeiros”, disse Rachel.

Scott, ainda falou sobre a ansiedade de exibir o bebê para a família. “Certamente tivemos um isolamento produtivo. Quando você dá à luz, você espera voltar para uma casa cheia de pessoas com muito apoio de amigos e familiares. Devido às circunstâncias, obviamente não poderíamos ter isso, o que é uma pena”

Apesar disso, a mãe tenta sempre se manter positiva. “Nossos amigos e familiares tiveram que conhecer Oscar através das janelas, então é triste que eles tenham sido privados. Mas sempre tentamos ser positivos e a coisa boa sobre tudo isso é que Scott e eu passamos muito tempo com Oscar. Eu sinto que nos aproximou muito e somos gratos por isso”, disse Rachel. “Quando eu imaginei minha família na minha cabeça, isso é exatamente o que eu imaginei, então eu não poderia estar mais feliz”, completou.

Parto

Ao lembrar do parto durante o isolamento, Rachel disse que foi “estranho” dar à luz no Hospital Universitário de North Tees em 31 de março, apenas cinco dias após o anúncio do começo da quarentena. “Era como a calmaria antes da tempestade. O lugar inteiro estava deserto, então eu senti como se tivesse um atendimento particular incrível” disse ela, que apesar do excelente atendimento dos médicos, o trabalho de parto durou 25 horas.

A mãe conta que dar à luz no mesmo hospital 330 dias depois foi “completamente diferente” – principalmente porque o trabalho de parto foi significativamente mais rápido, com duas horas. “Da segunda vez foi muito agitado, acho que muitas pessoas tiveram a mesma ideia que nós de ter um bebê. O atendimento que recebemos ainda foi incrível, não diminuiu em nada durante o ano, apesar de toda a pressão que os profissionais  de saúde estão sofrendo”, disse. Embora Rachel tenha tido um parto mais rápido na segunda vez, ela só tinha paracetamol para o alívio da dor, então o parto em si foi mais difícil.

Felizmente, Scott conseguiu estar ao lado da companheira em cada um dos partos, que foram planejados, de acordo com as regras do isolamento, que permitem que uma pessoa esteja presente. A família de quatro pessoas voltou para casa e Rachel e Scott estão planejando recuperar o fôlego depois de alguns dias agitados. “Não temos planos para o bebê número três. Acho que fazer tudo de novo em mais 11 meses seria um pouco demais”, disse Rachel, que agora espera a data do casamento na véspera de Ano Novo de 2022.