Andressa Urach explica sumiço nas redes sociais ao contar sobre pós-parto: “Momento bem difícil”

Andressa Urach usou as redes sociais para falar sobre o assunto. Ela deu à luz Leon há 17 dias atrás

Resumo da Notícia

  • Andressa Urach explica sumiço nas redes sociais
  • Ela disse que ficou meio distante devido ao pós-parto
  • Andressa comentou um pouco sobre as dores e dificuldades desse momento
  • Ela deu à luz Leon há 17 dias

Andressa Urach usou as redes sociais para falar um pouco sobre a realidade do pós-parto do filho caçula, Leon, de 17 anos. Segundo a modelo e influencer, os dias tem sido difíceis por conta do puerpério doloroso, os hormônios e o fato de estar dormindo pouco. Ao contar sobre a realidade do que está passando, ela explicou o motivo de estar um pouco longe das redes sociais.

-Publicidade-

“Ando um pouco sumida porque ando um pouco tristinha. O pós-parto foi um pouco difícil e agora que estou um pouco melhor, que as dores diminuíram. Mas ainda estou ‘naqueles dias’. São dezessete dias de vida do León. É bem desconfortável”, começou ela, contando sobre o puerpério.

Logo em seguida, ela continuou falando que já está se sentindo melhor. “O bom é que o seio já desempedrou naturalmente porque parei de estimular o seio direito, só amamento com o seio esquerdo. As dores da cesária diminuíram bastante, e a dor de cabeça também. Então aos pouquinhos vai passando esse momento bem difícil, mas tem que ter paciência. O pós-parto é ainda pior que o parto”, disse.

Andressa Urach explica sumiço nas redes sociais ao contar sobre pós-parto
Andressa Urach explica sumiço nas redes sociais ao contar sobre pós-parto (Foto: Reprodução / Instagram)

Andressa também ressaltou a importância da rede de apoio neste momento. “O bom é que estou tendo ajuda da minha sogra. Ela lima tudo, faz comida, cuida da roupa. Se ela não estivesse fazendo isso para mim, eu estaria bem pior. Meu marido de manhã cuida do León para mim, porque ele não dorme a noite toda”, falou.

Ela terminou contando um pouco sobre as noites mal dormidas. “(O Leon) Acorda de duas em duas horas querendo mamar, com cólica. Não sei mais o que é dormir de madrugada, então acabo dormindo pela parte da manhã, que meu marido fica com ele. Fico imaginando quem não tem essa ajuda, quão difícil deve ser. Porque para mim está sendo difícil e eu tenho a minha sogra e o meu marido”, finalizou.