Bilhete em garrafa ajuda Marinha a encontrar náufragos em ilha no Pará

Os seis tripulantes escreveram uma carta e arremessaram dentro de uma garrafa sentido a costa e pescadores encontraram ela

Resumo da Notícia

  • Tripulantes mandam mensagem em garrafa pedindo ajuda para marinha
  • As pessoas saíram em direção a Chaves mas um temporal cruzou com o barco
  • A Marinha irá abrir um inquérito para saber mais sobre o caso

Bilhete encontrado em uma garrafa amarrada em uma boia ajudou a Marinha Brasileira a encontrar algo inacreditável: seis tripulantes com vida, cinco homens e uma mulher, na embarcação “Bom Jesus” que estava desaparecida desde o dia 27 de março. Os náufragos estavam na Ilha das Flechas, no norte do Pará, aproximadamente 150km da capital do estado. A Marinha conseguiu resgatar as pessoas na última quarta-feira, 13 de março.

-Publicidade-

O bilhete escrito por eles dia 9 de abril foi encontrado por pescadores que estavam na costa da ilha e levaram para as autoridades do local. No papel estava escrito o seguinte: “Socorro! Socorro! Precisamos de ajuda, nosso barco pegou fogo, estamos há 13 dias na Ilha das Flechas sem comida. Avise nossas famílias”. Os tripulantes ainda escreveram os contatos de alguns familiares.

Segundo a TV Tapajós – afiliada da globo – o caso já estava sendo tratado como desaparecimento desde o dia 11 de abril, na segunda-feira. O último contato que os desaparecidos tiveram com a família tinha sido há 10 dias e depois, não tiveram mais notícias.

O bilhete foi encontrado por pescadores
O bilhete foi encontrado por pescadores (Foto: Reprodução/ Marinha do Brasil)

A Marinha brasileira relatou que o resgate aconteceu por meio de um helicóptero Super Cougar. As pessoas foram levadas para Belém e estavam com um “bom estado geral de saúde”. De toda forma, foram levados para Unidade de Pronto Atendimento do Bairro de Sacramenta.

Bilhete onde os tripulantes pediram ajuda
Bilhete onde os tripulantes pediram ajuda (Foto: Reprodução/ Marinha do Brasil)

Os tripulantes disseram que a embarcação saiu de Santarém no dia 24 de março com destino de Chaves (PA). O imprevisto foi o temporal que cruzou com a rota, então os náufragos decidiram procurar uma praia para esperar o tempo melhorar, quando viram um incêndio na cozinha que levou o naufrágio.

As pessoas ficaram por 17 dias na ilha, comendo o que tinha no barco e dependendo de água da chuva. No tempo que ficaram ilhados, dois tripulantes decidiram colocar as informações com um bilhete dentro de uma garrafa lançada no mar. A Marinha irá abrir um inquérito para descobrir as causas e responsabilidades do acidente marítimo.

Os tripulantes foram resgatados por helicóptero
Os tripulantes foram resgatados por helicóptero (Foto: Reprodução/ Marinha do Brasil)