Casal de indianos processa filho por não ganhar um neto e pede indenização de R$ 3 milhões

Um casal de indianos está processando o único filho e a nora por não terem um neto, o que está causando “agonia mental” neles

Resumo da Notícia

  • Um casal de indianos vai levar o único filho ao tribunal
  • Eles estão processando o filho e a nora
  • O motivo é o fato deles não terem um filho, sendo que o casal quer muito o neto
  • A audiência será no dia 17 de maio

Segundo informações do Daily Mail, jornal inglês, um casal de indianos entrou com um processo contra o único filho e a nora, demandando um neto em no máximo um ano. Caso o pedido dos pais não seja atendido, eles pedem ao filho uma indenização de cerca de 500 mil libras, ou seja, mais de R$ 3 milhões.

-Publicidade-

Sajneev Prasad e Sahana Prasad, de 61 e 57 anos, respectivamente, entraram com um processo contra o filho Shrey Sagar e a esposa Shubhangi, após eles se casarem em 2016 e não darem nenhum neto para os potenciais avós. O casamento foi arranjado e segundo o pai, Sajneev, o casal foi enviado para a Tailândia em lua de mel justamente para ter um filho.

Shrey e Shubhangi se casaram em 2016 (terceiro da esquerda e terceira da direita) (Foto: Reprodução Daily Mail)
Shrey e Shubhangi se casaram em 2016 (terceiro da esquerda e terceira da direita) (Foto: Reprodução Daily Mail)

Os pais de Shrey contaram que deram de presente ao casal um carro de 63 mil libras e também arcaram com os custos da recepção de casamento em um hotel cinco estrelas. Além disso, o filho é piloto e foi treinado nos Estados Unidos com o dinheiro enviado pelos pais. Ele retornou à Índia em 2007 e hoje, trabalha como piloto no país.

Sajneev e Sahana afirmam ter gastado 25 milhões de rúpias (cerca de 265 mil libras) com o filho desde que ele nasceu. Agora, eles querem de volta a exata quantia que gastaram e mais 25 milhões de rúpias pelos danos morais que sofreram. O pai desabafou ao jornal The National Word: “Nós matamos nossos sonhos para criá-lo.”

“É um sonho dos pais se tornarem avós. Estávamos esperando há anos para nos tornarmos avós. Estávamos tentando convencer nosso filho e sua esposa, mas eles não deram atenção às nossas exigências. Estamos com o coração partido por morrer sem ver um neto”, acrescentou Sajneev.

No processo, o homem de 61 anos comentou sobre a importância que um neto teria para ele e para a esposa no momento atual da vida deles: “Meu filho está casado há seis anos, mas eles ainda não estão planejando um bebê. Pelo menos se tivermos um neto com quem passar o tempo, nossa dor se tornará suportável.” E completou: “Também tivemos que fazer um empréstimo para construir nossa casa e agora estamos passando por muitas dificuldades financeiras. Mentalmente também estamos bastante perturbados porque estamos morando sozinhos.”

Sahana e Sajneev afirmam que a saúde mental deles foi fortemente abalada por não ter um neto. A acusação foi apresentada ao Tribunal Distrital de Haridwar e está sendo tecnicamente tratada como “violência doméstica”. O advogado de acusação, Arvind Kumar Srivastava, alegou que a petição do casal será levada para audiência no tribunal no norte da Índia no dia 17 de maio. Shrey e Shubhangi serão formalmente contatados sobre o processo.

De acordo com o Daily Mail, os indianos tem uma cultura que consiste em um sistema familiar forte e conjunto com muitas gerações, entre elas avós, sobrinhos e tios que muitas das vezes, vivem todos na mesma casa. Contudo, atualmente, essa tendência mudou, e os jovens casais estão preferindo se afastar dos pais, como neste caso, e optando por trabalhar em vez de focarem a vida em ter filhos.