Caso Klara Castanho: SBT demite jornalista que fez a primeira divulgação do caso

Nas redes sociais, Matheus Baldi, do programa ‘Fofocalizando’, explica que o motivo da demissão foi apenas pela redução de tempo da atração

Resumo da Notícia

  • O jornalista Matheus Baldi, do programa 'Fofocalizando', do SBT, foi demitido, nesta sexta-feira (15)
  • Ele foi o primeiro jornalista a divulgar o caso de vazamento de informações da atriz Klara Castanho
  • Nas redes sociais Baldi não confirma este o motivo da decisão. Veja os detalhes

Há menos de um mês da repercussão do vazamento do caso da atriz Klara Castanho,  o jornalista Matheus Baldi, que fazia parte do elenco fixo do programa ‘Fofocalizando’, do SBT, foi demitido, nesta sexta-feira (15), segundo informações do jornal Folha de São Paulo. Baldi foi o primeiro jornalista a falar sobre o assunto e publicou em suas redes sociais que Klara teria dado a luz a uma criança após uma gravidez que ficou em sigilo.

-Publicidade-
Matheus Baldi era um dos apresentadores do programa Fofocalizando, do SBT (Foto: Reprodução/ @lourivalribeirofoto no Instagram)

Após o desligamento, Matheus Baldi se pronunciou no Instagram e explicou para seus seguidores qual foi o motivo alegado pela emissora. “Eu conversei com o diretor do ‘Fofocalizando’ e ele me explicou que, quando eu fui contratado e passei a integrar o programa, o ‘Fofocalizando’ tinha uma hora e quarenta de duração. Depois, o tempo foi reduzido para uma hora. São muitos participantes para o tempo de duração, porque tem as notícias, as fofocas, tem que entregar os conteúdos, então foi necessário fazer esse ajuste”, afirmou o jornalista.

O jornalista afirmou ainda que não existiu nenhum motivo além deste para sua saída e agradeceu seus companheiros de programa e a direção do canal pela oportunidade.

Assista agora o POD&tudo, o podcast da Pais&Filhos, com Miá Mello: