Cineasta Geraldo Sarno morre aos 83 vítima de complicações da covid-19

Geraldo estava internado no Copa D’Or, no Rio de Janeiro há um mês

Resumo da Notícia

  • Geraldo Sarno morreu na última terça-feira aos 83 anos
  • O cineasta estava internado há 1 mês com complicações da covid-19
  • "Viramundo" foi o primeiro filme de Geraldo

Geraldo Sarno faleceu na noite da última terça-feira, aos 83 anos, vítima de complicações causadas pela covid-19. Ele estava internado no Copa D’Or, no Rio de Janeiro, há um mês e havia tomado as 3 doses da vacina contra o vírus e preparava um retorno para sua cidade natal, Vitória da Conquista.

-Publicidade-

“Viramundo”, primeiro filme de Geraldo, foi filmado em São Paulo e faz parte da história do cinema brasileiro. Ele está disponibilizado na íntegra no site do diretor. “Viramundo” foi pioneiro ao trazer a nova imagem da classe operária brasileira, a do camponês de origem nordestina corrido da seca e da fome, e do surgimento de um sistema religioso neopentecostal, hoje hegemônico no Brasil.

Geraldo Sarno morreu aos 83 anos por complicações da covid-19
Geraldo Sarno morreu aos 83 anos por complicações da covid-19 (Foto: Reprodução/G1)

Geraldo Sarno faria 84 anos no próximo dia 6 de março. O cineasta ficou conhecido por abordar temas como o movimento migratório brasileiro (em especial o nordestino), as religiões e a cultura popular. Em 2008, recebeu o prêmio de melhor direção no Festival de Brasília, pelo filme “Tudo isto me parece um sonho”, sobre a história do general pernambucano Ignácio Abreu e Lima, que, ao lado de Simon Bolívar, participou de batalhas que resultaram na libertação da Colômbia, Venezuela e Peru da Coroa Espanhola no século XIX.

O filme tem imagens preciosas da cidade em 1964 e foi lançado semanas antes do Golpe Militar.