Escola católica edita foto de estudante com decote em festa: “Não é apropriado”

A escola Mary MacKillop College disse que o decote que Olivia Aloisi estava utulizando não era apropriado e por isso decidiram remover no Photoshop. Mas a aluna contestou dizendo que pelo menos deveria ter sido avisada da mudança

Resumo da Notícia

  • Uma estudante teve a foto editada pela escola por conta do decote que estava usando
  • O Mary MacKillop College é um colégio católico que fica em em Brisbane, na Austrália
  • Segundo a escola, a foto não era apropriada em caso de divulgação

Uma estudante teve a foto editada pela escola por conta do decote que estava usando. O Mary MacKillop College é um colégio católico que fica em em Brisbane, na Austrália, e segundo eles, a foto não era apropriada em caso de divulgação da escola, por isso decidiram editar no Photoshop.

-Publicidade-

Olivia Aloisi disse que ficou envergonhada com a alteração, que foi apontada para ela por uma pessoa da turma que sequer era sua amiga. “Acho que alguém da escola deveria ter falado comigo antes de divulgar as fotos para toda a turma. Eu deveria ter recebido algum aviso”, afirmou em conversa com o jornal Courier Mail.

A estudante teve a foto editada pela escola por conta do decote
A estudante teve a foto editada pela escola por conta do decote (Foto: Reprodução/Courier Mail)

A aluna disse que chegou a confrontar o colégio sobre o ocorrido e a direção informou que a mudança foi apenas uma “questão de marketing”. “Eu fui falar com a vice-diretora na época e disse que isso não era correto. Ela basicamente respondeu: ‘Bem, você está na frente da fila e com um vestido decotado. Isso não é apropriado caso nós usemos a foto como um material de marketing para a escola'”, disse Olivia.

O colégio não se posicionou sobre o assunto publicamente até o momento, mas ainda nesta semana foi alvo da denúncia de outras alunas, que afirmaram que tiveram que enviar fotos dos vestidos que pretendiam usar na formatura para aprovação da direção. Segundo publicações nas redes sociais, decotes, costas nuas e fendas “muito altas” não foram permitidas e muitas pessoas foram obrigadas a comprar roupas novas para entrar na cerimônia. A escola negou o ocorrido.