Estudante brasileira cria garrafa que transforma qualquer água em potável

Bárbara Paiva estuda na Universidade Federal de Ouro Preto e está concorrendo a um prêmio internacional

Resumo da Notícia

  • Bárbara Paiva é uma estudante da Universidade Federal de Ouro Preto
  • A estudante se inscreveu para um programa internacional de tecnologia
  • Bárbara irá representar o Brasil com as invenções criativas como a garrafa que transforma qualquer água em potável

Uma estudante mineira criou uma garrafa que transforma qualquer água em potável, por meio da radiação com filtro carregado à luz solar. E mais: ela cabe na palma da mão e pode ser levada a qualquer lugar que você quiser! O nome do projeto é “Aqualux”.

-Publicidade-

Bárbara Paiva estuda na Universidade Federal de Ouro Preto, e se inscreveu para participar do programa internacional ‘Red Bull Basement’, liderado por universidades que buscam capacitar alunos com ideias inovadoras por meio da tecnologia. Atualmente na 4ª edição, o programa recebeu a inscrição de mais de 440 equipes brasileiras, incluindo aqui a de Bárbara, que logo se tornou a que mais chamou atenção.

“A ideia do projeto surgiu no meu mestrado, onde estudo a esterilização de parasitas via radiação, e pensei em aplicar isso para ajudar as pessoas de forma simples e viável”, contou a estudante. “Essa oportunidade de ser a campeã nacional tem sido incrível ao meu projeto, porque além de me ajudar no desenvolvimento, ainda ajuda a acelerar o processo e aumentar a visibilidade”, completou.

Bárbara criou uma garrafa que transforma qualquer água em potável
Bárbara criou uma garrafa que transforma qualquer água em potável (Foto: Reprodução/Donatelo Ferraz/Ciclo Vivo)

Bárbara percorreu um bom caminho para chegar na final, incluindo uma avaliação da comunidade local até a seleção dos 10 projetos finais, por parte dos jurados. No próximo mês, os respectivos ganhadores dos mais de 30 países que fazem parte do programa irão à Istambul, capital da Turquia, para a fase final da competição.

Bárbara representará o nosso país. “Só no Brasil, o número de pessoas que não possui acesso à água potável é de 35 milhões de indivíduos, demonstrando um grande potencial de impacto. O produto agrega valor para a sociedade, e por isso precisamos estruturá-lo enquanto negócio”, comentou Tallis Gomes, fundador da Easy Taxi e da plataforma de educação Gestão 4.0, que foi um dos jurados.