Família de bell hooks informa morte da ativista aos 69 anos de idade

Conhecida por tratar de temas como feminismo, racismo, cultura, política e papéis de gênero, a ativista deixou um legado nos Estados Unidos da América

Resumo da Notícia

  • bell hooks faleceu aos 69 anos de idade
  • A família fez um pronunciamento
  • A ativista escreveu cerca de 40 livros ao longo da carreira

Nesta quarta-feira, dia 15 de dezembro, a escritora e ativista, Gloria Jean Watkins, conhecida pelo pseudônimo bell hooks, faleceu aos 69 anos. A notícia veio em forma de comunicado feito pela família da norte-americana, que foi compartilhado através das redes sociais.

-Publicidade-

“A família de Gloria Jean Watkins vem muito triste informar o falecimento de nossa amada irmã neste 15 de dezembro de 2021. A família honrou seu pedido de partir em casa com os familiares e amigos ao seu lado”, começa afirmando a nota. Para ver este conteúdo, clique aqui. 

A ativista faleceu aos 69 anos de idade
A ativista faleceu aos 69 anos de idade (Foto: Reprodução Divulgação)

“A família está honrada com os inúmeros prêmios, honras e fama internacional que Gloria recebeu por seu trabalho como poeta, autora, feminista, professora, crítica cultural e ativista social. Temos orgulho em chamá-la de irmã, amiga, confidente e influenciadora”, complementa o comunicado que, em seguida, finaliza dizendo que “em breve” será divulgada a data da cerimônia para celebrar o legado da bell hoks.

A ativista nasceu em 1952, na cidade de Hopkinsville, Kentucky. Com 40 livros publicados durante a carreira, bell hooks se formou em Inglês na Universidade Stanford, fez mestrado na Universidade de Wisconsin e um doutorado de Literatura na Universidade da Califórnia em Santa Cruz. Discutia raça, feminismo e educação, além de relações sociais e culturais.