Funcionário de DJ Ivis diz que agressões contra Pamella Holanda eram frequentes: “Me lembro de tudo”

Em entrevista à coluna do Léo Dias, ele contou um pouco sobre a rotina do casal e comentou sobre coisas que ele já viu

Resumo da Notícia

  • Funcionário de DJ Ivis diz que agressões contra Pamella Holanda eram frequentes
  • Em entrevista à coluna do Léo Dias, ele contou um pouco sobre a rotina do casal e comentou sobre coisas que ele já viu
  • Vídeos das agressões vieram à público no último domingo, 11 de julho

Charles Barbosa de Oliveira, motorista de DJ Ivis, falou sobre os vídeos que foram divulgados no último domingo, 11 de julho, em que ele aparece agredindo a ex-esposa, Pamella Holanda. Em áudios acessados pela coluna do Léo Dias, o funcionário comenta que as agressões eram frequentes e faziam parte da rotina do casal.

-Publicidade-

“Uma coisa que eu digo a você sem medo de errar e o que eu vou falar quando for chamado lá. Se não fosse primeiramente Deus e eu, de fevereiro para cá alguém já tinha morrido. Aquela confusão ali não começou ali não, começou dentro do quarto”, disse ele, sobre o momento do vídeo.

Funcionário de DJ Ivis diz que agressões contra Pamella Holanda eram frequentes (Foto: Reprodução/ Instagram/ @djivis/ @pamellaholanda)

Ele seguiu contando que já presenciou algumas agressões e que sabe que elas começaram por volta de janeiro ou fevereiro. “Das que eu participei eu me lembro de tudo, sei de tudo. E muita coisa ali eu me meti, se não a merda teria sido maior”, contou.

Charles seguiu falando que tem recebido críticas dizendo que ele teria sido omisso à situação. “Beleza, se fui omisso vou responder pela minha omissão”, declarou ele. “Beleza, eu fui. Não falei muito não. Mas e as vezes que eu me meti? Tesoura que eu tomei, faca que eu tomei. E objeto que eu não deixei jogar um no outro? Ninguém vê isso né”, completou. Ouça os áudios completos abaixo: