Garoto homenageia garis durante Semana da gratidão na escola: “Vocês são muito especiais pra mim”

Murilo José Rossi Vilas Boas é um menino de 7 anos de idade que adora esperar os amigos coletores passarem em sua janela enquanto trabalham

Resumo da Notícia

  • Murilo homenageou os "amigos garis" durante um trabalho da escola
  • Ele contou que os catadores são muito importantes para ele
  • A mãe do garoto afirmou que os garis ajudaram Murilo a vencer a timidez

Murilo José Rossi Vilas Boas é um menino de apenas 7 anos de idade que escolheu homenagear os garis de Cascavel, no oeste do Paraná, durante um trabalho da escola. Por conta de seu agradecimento especial à profissão, os garis que coletam diariamente o lixo da rua em que o garoto mora se tornaram seus verdadeiros amigos.

-Publicidade-

“Eu acho muito importante o trabalho dos amigos. Eles deixam nossa cidade limpinha. Eu gosto de esperar eles passarem porque fizemos uma super bagunça”, afirmou Murilo durante entrevista ao G1.

O desenho de Murilo homenageou a profissão dos garis
O desenho de Murilo homenageou a profissão dos garis (Foto: Reprodução Suelen Rossi Vilas Boas)

O trabalho do menino para a escola particular em que estuda contou com um desenho feito por ele próprio, no qual ele aparece com o uniforme dos garis ao lado dos trabalhadores.  “Amigos, vocês são muito especiais pra mim, continuem sempre alegres. Eu sempre vou esperar vocês na janela”, revelou ainda a criança.

“Parabéns pelo seu trabalho”, escreveu o garoto no desenho. Quando Murilo fez aniversário em setembro, os coletores o presentearam com uma camiseta laranja igual eles utilizam como uniforme. “No aniversário ele deu bolo para nós, o primeiro pedaço. Então entregamos a ele uma camiseta igual a que a gente usa no trabalho”, afirmou um dos funcionários, Jairo de Paula.

De acordo com a mãe de Murilo, a professora Suelen Rossi Vilas Boas, o projeto também ajudou o filho a vencer a timidez. “O Murilo era muito tímido e com essa alegria dos meninos, ele conseguiu quebrar toda essa timidez, esperando os garis, os cumprimentando. Eu sou muito grata por esses momentos de alegria que eles fazem todas as noites quando passam buzinando, cantando, dançando”, finalizou ela.