Homem tira a própria camiseta para esquentar cachorro que tremia de frio em metrô

Felipe Paulino, de 33 anos, estava acompanhado pelo irmão, Fernando Gabriel, de 30, quando viu o animal do lado da bilheteria de Jabaquara, em São Paulo

Resumo da Notícia

  • Um homem tirou a própria camiseta para esquentar um cachorro que tremia de frio
  • O caso aconteceu dentro de um metrô em São Paulo, neste último sábado, 22 de agosto
  • A cena foi registrada pelo irmão do jovem e logo viralizou nas redes sociais

Um homem tirou a própria camiseta para esquentar um cachorro que tremia de frio dentro de um metrô em São Paulo, neste último sábado, 22 de agosto. A cena foi registrada pelo irmão do jovem e logo viralizou nas redes sociais, onde a atitude de Felipe Paulino, de 33 anos, foi elogiada.

-Publicidade-
A cena viralizou nas redes sociais (Foto: Reprodução / Facebook)

Os irmãos estavam indo pegar o metrô quando viram o animal do lado da bilheteria. “Eu peguei meu bilhete e comentei com meu irmão que o cachorro estava tremendo de frio e segui. Quando olho para trás vejo meu irmão de frente para o cachorro e pensei que ele iria aprontar alguma coisa. E foi o que aconteceu. Meu irmão colocou a mochila no chão, tirou a jaqueta e a camiseta que ele mais gostava e vestiu o cachorro com ela”, diz Fernando Gabriel, irmão de Felipe.

Em entrevista para o G1, os homens dizem que a atitude foi natural, já que na casa deles os pais, dona Luzia e Antonio Carlos, sempre ajudaram animais abandonados e pessoas que moram na rua. “Foi uma coisa simples, não imaginava ter tanta repercussão, não custou nada (…) Foi compaixão mesmo, meu irmão se colocou na situação do cachorro” disse Fernando, que foi quem gravou a cena pelo celular. Felipe também falou que gostaria de ter ajudado ainda mais o cachorro. “Estava muito frio eu abaixei e comecei a fazer carinho nele, as pessoas olhavam e não faziam nada, uma delas me chamou de louco. Quando voltamos a gente tentou reencontrar com ele. Se ele estivesse aqui no Guarujá eu teria levado para casa, para um veterinário e tentado encontrar um lar para ele”, disse ele.

-Publicidade-

Nas redes sociais, Felipe aproveitou para explicar a cena e deixar um recado para quem assistia o vídeo: “(…) a camiseta q era uniforme …q mais gostava ……mas ficou melhor nele …Não espere ter tudo p estender a mão. Ajude com o que vc tem .. vejo q muitos não ajudam por vergonha ou por se importar com o que vão falar. Eu sei que vc já teve o impulso de ajudar .. Mas na HR travou e pensou q alguém vai falar …….e depois ficou arrependido … Vai e n ligue pro que irão falar ….só vai falar quem está fazendo menos que vc … Obrigado a todos os comentários e compartilhamento … Não tem como mudar o mundo ..mas até onde sua mão alcança tem sim”

-Publicidade-