Idoso se declara em rede nacional ao reencontrar “amor da vida” após 70 anos

Duane Mann conheceu Peggy Yamaguchi enquanto ele estava no Japão atuando como oficial da Marinha na Guerra da Coreia. Ao ter o serviço dispensado e retornar para o país de origem, eles perderam o contato

Resumo da Notícia

  • Casal se reencontra após 70 anos separados
  • Eles se conheceram durante a Guerra da Coreia, mas foram separados e tiveram o contato cortado pelos pais
  • Agora, eles puderam estar juntos novamente

Duane Mann, de 91 anos, finalmente se reencontrou com o amor da sua vida, após 70 anos procurando a mulher. O homem, que é um ex-oficial da Marinha, conheceu Peggy Yamaguchi enquanto estava no Japão durante a Guerra da Coreia, em 1954.

-Publicidade-
Casal que se conheceu na Guerra da Coreia se reencontra após 70 anos separados
Casal que se conheceu na Guerra da Coreia se reencontra após 70 anos separados (Foto: reprodução/
KETV NewsWatch 7)

O homem relembrou que eles se relacionaram durante 14 meses e ele se sentiu extremamente culpado em ser obrigado a abandoná-la quando teve o serviço dispensado e foi encaminhado novamente para o próprio país.

Peggy estava grávida do filho do casal e ambos combinaram de continuar conversando por meio de cartas, e que Duane voltaria para buscá-la quando pudesse, porém ele deixou de receber os bilhetes após um período – e descobriu no futuro que, na verdade, a mãe dele queimava as cartas para impedir que ele se casasse com uma mulher japonesa.

Em uma das últimas cartas que recebeu, Duane leu que Peggy havia perdido o bebê e iria se casar com um outro homem. Mas depois de 70 anos de espera, Duane e Peggy finalmente puderam se reencontrar nos Estados Unidos, onde ela mora atualmente.

O encontro foi possível após Duanne pedir ajuda da mídia para reencontrar o grande amor. “Estou aqui para lhe dizer que não a abandonei. Simplesmente não consegui encontrá-la”, disse ele ao revê-la durante transmissão para a KETV NewsWatch 7, além de mostrar as fotos que ela deu para ele e ele guardou durante todo esse tempo.

O filho mais novo de Peggy comentou sobre o caso: “Ele agora pode completar o sonho dele, o sonho da vida dele em encontrar a mulher que ele conheceu e se apaixonou e 70 anos depois, que história maravilhosa”.