Imagens mostram últimos momentos de professora antes de desaparecer durante chuva em Petrópolis

Raquel de Lima Novaes Rocha enviou uma foto para a família antes da tragédia acontecer, a mulher não é vista desde terça-feira

Resumo da Notícia

  • Uma professora desapareceu na tragédia em Petrópolis
  • A mulher não é vista desde terça-feira
  • Raquel enviou uma foto para os familiares da última localização

Uma professora está desaparecida após a tragédia em Petrópolis. Raquel de Lima Novaes Rocha, 48, enviou uma foto dentro do banco da Caixa Econômica Federal minutos antes de desaparecer. Na gravação feita por um homem, é possível ver a professora passando no início das chuvas.

-Publicidade-

Até a manhã desta sexta-feira, eram 117 mortos e 116 desaparecidos. Raquel está nas listas do MPRJ e da Polícia Civil como desaparecida após a forte chuva. “As pessoas lá falaram que algumas mulheres foram arrastadas pela chuva”, contou ao G1 Maria Eugenia, de 21 anos, filha da professora de educação infantil.

A professora foi vista no banco antes de desaparecer na chuva em Petrópolis
A professora foi vista no banco antes de desaparecer na chuva em Petrópolis (Foto: Reprodução/G1)

A busca por informações, segundo ela, continua, sem novidades. “Confirmamos que não tem o corpo dela no IML”, disse a filha. Maria Eugênia também contou como foi a última vez que teve notícias da mãe. Raquel enviou uma foto ainda na agência bancária para a família, antes da chuva.

“Ela mora no [Bairro] Castelânea, e foi na Caixa Econômica. Quando começou a chover ela ficou presa lá. A última vez que a gente teve contato foi às 18h de terça-feira”, contou. Desde então, a família conta que a peregrinação pelos hospitais, abrigos e no IML foi infrutífera. “A gente foi em todos os hospitais, eu liguei para todos os abrigos, a gente também fez o cadastro no IML, só que ainda não apareceu nenhum corpo que pareça com ela“, disse Maria Eugênia.