Lembranças da infância podem ajudar a aliviar a dor, diz estudo

A pesquisa estudou os efeitos da nostalgia na dor comparando as sensações de 34 pessoas e diferentes imagens

Resumo da Notícia

  • Lembranças da infância podem ajudar a aliviar a dor, diz estudo
  • A pesquisa estudou os efeitos da nostalgia na dor comparando as sensações de 34 pessoas e diferentes imagens
  • O estudo foi feito pela Academia Chinesa de Ciências e pela Universidade Normal de Liaoning e publicado no periódico especializado JNeurosci

O cheiro da comida sendo feita na cozinha, as brincadeiras no quintal ou na rua, a música que sempre tocava no caminho para a escola. Lembrar dessas coisas pode trazer um conforto muito grande e muito provavelmente trouxe um sorriso para o seu rosto. Que sentar para relembrar bons momentos da infância é bom, você provavelmente já percebeu, mas sabia que isso foi provado cientificamente recentemente?

-Publicidade-

Isso mesmo! Um estudo feito pela Academia Chinesa de Ciências e pela Universidade Normal de Liaoning e publicado no periódico especializado JNeurosci apontou que as memórias da infância podem ajudar no alívio de dores.

Lembranças da infância podem ajudar a aliviar a dor, diz estudo
Lembranças da infância podem ajudar a aliviar a dor, diz estudo (Foto: Getty Images)

De acordo com os pesquisadores,  a nostalgia, que é o sentimento de saudade do passado, é capaz de diminuir a percepção de dor para algumas pessoas. Para chegar nessa conclusão, os cientistas pediram para 34 pessoas classificarem o nível de dor enquanto observavam imagens com potencial de despertar a nostalgia.

Depois fizeram o mesmo teste, mas mostrando fotos atuais e modernas. Enquanto as pessoas respondiam sobre o nível de dor que sentiam com os estímulos e viam as imagens, um aparelho de ressonância magnética as analisava. Os participantes que viram imagens antigas relataram sentimentos mais fracos de dor. Com isso, os pesquisadores perceberam que esse sentimento podem ajudar no alívio de dores.

“A nostalgia pode ser um mecanismo livre de drogas para aliviar níveis baixos de dor, como dores de cabeça ou dores clínicas medianas”, concluiu o estudo.  Para de fato provar essa relação e entender como essa sensação afeta o cérebro para diferentes tipos de pessoas, no entanto, ainda é necessário fazer mais estudos relacionados ao tema.