Letícia Sabatella relembra parto prematuro após morte de Daniella Perez: “Quase perdi minha filha”

A atriz estava grávida de Clara, sua única filha, quando Daniella Perez foi assassinada. Letícia Sabatella se solidarizou com Gloria no aniversário de morte da jovem e relembrou seu parto prematuro

Resumo da Notícia

  • Leticia Sabatella prestou homenagem à Gloria Perez
  • A autora de novela lamentou o aniversário de 29 anos de morte da filha, Daniela
  • Na época, Letícia estava grávida de sua única filha e entrou deu à luz prematuramente uma semana após o ocorrido

Na última terça-feira, a autora de novelas Gloria Perez usou as redes sociais para lamentar a saudade que sente da filha, Daniela, que foi assassinada por Guilherme de Pádua e Paula Thomaz em 28 de dezembro de 1992. Letícia Sabatella prestou sua solidariedade e comentou sobre sua gravidez, que aconteceu no mesmo período.

-Publicidade-

Letícia Sabatella esperava por Clara, sua única filha, fruto do relacionamento com o ator Ângelo Antônio. Uma semana após Daniela Perez ter sido assassinada pelo colega de trabalho, a atriz deu à luz em 4 de janeiro de 1993 prematuramente.

“Sinto demais esta lembrança. Dia 28 de dezembro. A notícia que eu tentei nem escutar, estava grávida. As imagens que não saíam dos meus pensamentos. A tristeza. E eu quase perdi minha filha também. Nasceu de 5 meses”, ela comentou em uma publicação que Gloria Perez fez no aniversário de morte da filha.

Leticia Sabatella relembrou parto prematuro após assassinato de Daniela Perez
Leticia Sabatella relembrou parto prematuro após assassinato de Daniela Perez (Foto: Reprodução Instagram @leticia_sabatella)

Quando estava prestes a dar à luz, Letícia encontrou Raul Gazolla, marido de Daniela, no hospital onde ela e Clara ficaram internadas: “As enfermeiras disseram que ele estava na emergência e fui dar um abraço nele, pela Dani”.

Em sua publicação sobre a morte da filha, Gloria Perez escreveu: “O tempo não ameniza nada. Nem a dor, nem a revolta pela impunidade dos assassinos. Sim, psicopatas não são figuras da ficção, eles estão entre nós. E ganância mata”, escreveu Glória em uma mensagem que compartilhou junto com algumas fotos da filha no Instagram. A jovem, que também era atriz, assim como a mãe, foi morta  por Guilherme de Pádua, seu par romântico na novela De Corpo e Alma.