Mãe desabafa sobre colocarem máscara em filha de 2 anos que estava chorando

Ali Cleek é americana e estava com a família em um voo quando a filha, que estava chorando muito, foi obrigada pela comissária a usar máscaras – protocolo para prevenção da covid-19

Resumo da Notícia

  • Uma mãe nos Estados Unidos mandou a real nas redes sociais sobre situação vivida com a filha
  • Ali Cleek fez um relato no Instagram contando que a filha de 2 anos foi obrigada a usar máscara em um voo
  • A mãe ainda desabafou sobre o desespero da menina, que estava chorando
  • A companhia aérea também se pronunciou sobre o ocorrido

Uma mãe americana fez um relato nas redes sociais sobre situação vivida com a família. Ali Cleek estava em um voo com a filha de 2 anos, quando a menina foi obrigada a colocar a máscara – protocolo de segurança contra a covid-19. Segundo ela, a menina estava muito assustada com a viagem, e estava chorando muito.

-Publicidade-

“Eu não acredito que isso aconteceu com a gente hoje. Você ouve falar de coisas assim, mas nunca espera que aconteça com você”, escreveu ela, no Instagram. Ali contou que a filha estava chorando, e que as condições do avião estavam ruins – sem ar condicionado funcionando e com uma hora e meia de atraso.

“Quando a minha filha de 2 anos começou a chorar, ela não parava quieta com a máscara dela. Drew costuma chupar o dedo, é o único jeito que ela conhece biologicamente de se acalmar, o que é impossível com uma máscara”, disse ela. E, então, Ali disse que duas comissárias se aproximaram e pediram que a menina colocasse a máscara.

Ali publicou um desabafo no Instagram (Foto: Reprodução/ Instagram)

“Foram muitas lágrimas, da Drew e minhas. E aí então uma comissária me disse duas coisas: Que nós poderíamos cortar um buraco na máscara ou poderíamos colar no rosto dela”, relembrou. “O sarcasmo dela foi totalmente ridículo e revoltante. Usar uma máscara é uma ordem federal, eu entendo e respeito. Mas, em certo ponto, precisamos ter decência humana e compaixão. Não tenho palavras, estou tremendo”.

Ali esclareceu, em conversa com o canal Fox, que estava tentando seguir os protocolos de prevenção. “O que eu sei é, não importa se era sarcasmo ou não, eu estava envergonhada e tentando seguir as ordens tanto quanto eu conseguisse. Minha filha tem 2 anos. Nós estávamos fazendo de tudo que podíamos para colaborar”, disse ela.

A companhia aérea que estava responsável pelo voo de Ali também se pronunciou sobre o ocorrido. De acordo com a empresa, todos os passageiros são relembrados durante todo o trajeto sobre o uso obrigatório de máscaras – recomendações para a prevenção contra o coronavírus.

Ali e a família (Foto: Reprodução/ Instagram)

“O mandado federal do uso de máscara para viajantes está em vigor desde 2 de fevereiro de 2021 e requer que todos os passageiros acima de dois anos usem uma máscara o tempo todo durante a viagem. Nós apreciamos a constante colaboração dos nossos clientes enquanto trabalhamos, coletivamente, para seguir o mandado federal e apoiar o bem-estar de todos os que viajam durante a pandemia de covid-19”, contou a instituição, em nota. Contudo, Ali disse que a empresa já se desculpou com ela, a filha e toda a família.

“”Só espero que possamos todos ter um pouco mais de compaixão uns com os outros”, finalizou a mãe, dessa vez para o portal Insider.