Mãe é barrada em entrada de bar por estar com o filho em São Paulo: “Não aceitam mães solo”

Marcelle Cerutti é mãe solo e estava indo comemorar aniversário de amiga em bar pela tarde, mas foi barrada por estar com o filho

Resumo da Notícia

  • Mãe foi impedida em entrar em bar no período da tarde com o filho em São Paulo
  • Ela é mãe solo e disse que é um absurdo não deixarem ela entrar nem que seja por pouco tempo
  • A história viralizou, pois, os internautas ficaram comovidos com o caso

Mãe foi impedida de entrar com filho no bar Miúda, em Santa Cecília, centro de São Paulo, no último domingo, 3 de março. Marcelle Cerutti – que é mãe solo – foi até o bar comemorar o aniversário de uma amiga no final da tarde, quando um funcionário do local barrou ela por estar com o filho.

-Publicidade-

“Aparentemente o bar que aceita todo mundo não aceita mães solo com seus filhos. Não era balada, não era noite, era um espaço aberto e eu só ia ficar um pouco” disse a mãe em publicação. O bar Miúda é conhecido por aceitar todo tipo de pessoa. Em uma postagem feita pelo bar, foi dito sobre a presença de crianças no local. “Desde dezembro postamos regularmente no Instagram que, para entrar no bar, é preciso apresentar RG/CNH para conferirmos se a pessoa é maior de idade”.

Bar Miúdo deu nota na internet sobre o ocorrido
Bar Miúdo deu nota na internet sobre o ocorrido (Foto: Reprodução/ Instagram)

E seguiu a nota, “Algumas decisões são individuais, mas outras, coletivas. Apenas queremos ser verdadeiros e conscientes quando dizemos qual o público que conseguimos atender”. Na publicação, a mulher comentou “resposta era rasa, se defendendo da repercussão, sem nenhum pedido de desculpas. A alimentação? Vocês juram que esse é o argumento? Eu tinha acabado de dar lanche pro meu filho na padaria antes de ir, já sabendo que o cardápio de vocês não serviria pro meu filho” finalizou a mulher.

Publicação da mãe nas redes sociais
Publicação da mãe nas redes sociais (Foto: Reprodução/ Instagram)

O ocorrido viralizou nas redes e trouxe debates sobre exclusão maternal da vida social. Em 2018, uma redatora carioca, Bruna Messina, foi criticada por postar uma foto amamentando a filha e segurando uma garrafa de cerveja. Ela foi alvo de “cancelamento”, e quando viu o incidente, logo relembrou sua história, “ter filhos e ter minimamente uma vida social é um puta desafio. Vai desde a exclusão do círculo social, até a exclusão da sociedade como um todo, passando por estabelecimentos e as pessoas que os enfrentam”.

Ela seguiu o discurso falando sobre os olhares que criticam as mães que levam filhos para esse tipo de local. “Apesar de viver em uma bolha aparentemente progressista, já recebi muitos olhares críticos por estar com a Z. em um ambiente julgado ‘não seguro/não adequado’ para uma criança”, finalizou.

Conforme Marcos Vicente, advogado especialista em Direitos do Consumidor, disse que faltou razoabilidade do bar. “O estabelecimento pode proibir a entrada e permanência de menores de idade no ambiente, mesmo que estejam acompanhados de seus responsáveis, desde que isso seja devidamente informado de forma ampla, não apenas pelas redes sociais”.