Mãe gasta centavos em presentes de Natal para a família: “Sai mais barato do que comprar novos”

Victoria Billington é mãe de 2 filhos e tia de 12 sobrinhos!

Resumo da Notícia

  • Victoria Billington é tia de 12 crianças e mãe de dois
  • Ela recicla, cria e compra presentes mais baratos
  • A mulher afirma que faz isto não apenas para economizar, mas também para preservar o meio ambiente

A estrangeira Victoria Billington, de 31 anos de idade, é uma mãe de dois filhos, Teddy, de cinco anos, e de Elisabeth, de três, que prefere comprar presentes de Natal para as crianças e sobrinhos em lojas de caridade e que também produz o próprio papel de embrulho reciclável. A mulher afirma que o propósito não é apenas economizar, mas ser mais ecológica e consciente.

-Publicidade-

Victoria está cada vez mais interessada em tornar o Natal da família ecologicamente correto. Por isso, a mulher rastreia presentes usados ou antigos através do aplicativo Olio e do Facebook Marketplace. A mãe de dois e tia de 12 sobrinhos já chegou a pagar 10 centavos em livros e criou uma casa de boneca por 30 libras.

Victoria melhora os presentes de natal que foram comprados por poucos centavos
Victoria melhora os presentes de natal que foram comprados por poucos centavos (Foto: Representação PA Real Life)

“Obviamente sai mais barato do que comprar muitos presentes novos, mas acho que, ao escolher cuidadosamente cada presente, é mais especial.”, afirmou a mulher em entrevista para o The Sun. Além das compras generosas, Victoria muitas vezes melhora os achados ou faz do zero os presentes natalinos.

A mãe de Teddy e Elisabeth revelou ainda que começa as compras de Natal mais cedo e mantêm uma lista que verifica metodicamente enquanto busca o presente perfeito para cada pessoa. “Eu começo já em janeiro”, respondeu.

Victoria admite que só depois de se tornar mãe começou a pensar no impacto ambiental que os gastos festivos super impulsivos causam no planeta. “Agora, não se trata realmente de economizar para nós e mais de ser o mais ecológico possível.”