Mãe salva vida da filha recém-nascida ao agir rápido com manobra de primeiros-socorros

Quando a mulher percebeu que a bebê parou de respirar, ela aplicou manobras de ressuscitação cardiopulmonar

Resumo da Notícia

  • Portia Marcus, uma mãe de 38 anos, pensou muito rápido e conseguiu salvar a vida da filha recém-nascida;
  • A família vive na Cidade do Cabo, na África do Sul;
  • Quando a mulher percebeu que a bebê parou de respirar, rapidamente, aplicou manobras de ressuscitação cardiopulmonar.

Portia Marcus, uma mãe de 38 anos, pensou muito rápido e conseguiu salvar a vida da filha recém-nascida. A família vive na Cidade do Cabo, na África do Sul, e quando a mulher percebeu que a bebê parou de respirar, rapidamente, aplicou manobras de ressuscitação cardiopulmonar.

-Publicidade-

Tudo aconteceu quando Portia percebeu que sua filha, Britney – que nasceu prematura de 26 semanas, parou de tomar sua mamadeira e perdeu a cor – ficando pálida. “Eu imediatamente alertei meus pais de que havia algo errado com ela quando ela começou a ficar azul”, contou a mãe a um jornal local.

Sem pensar duas vezes, ela colocou a filha sobre a mesa e fez a ressuscitação cardiopulmonar (RCP), técnica que havia aprendido ao fazer um treinamento quando seu primeiro filho nasceu, 12 anos antes. Depois de algumas tentativas, a menina começou a chorar – indicando a recuperação do fôlego.

Rapidamente, a mãe levou a bebê ao hospital. Ela lembrou que manter a calma foi fundamental: “Os médicos ficavam me perguntando se eu estava bem ou precisava de algo para beber, mas eu não estava em choque”, lembrou a mãe.

Menino acionou o socorro e salvou a mãe (Foto: Freepick)

“Isso foi muito traumático, mas felizmente consegui manter a calma e fazer o que era necessário”, disse Portia, aliviada. A bebê recebeu alta logo após o acidente, mas precisou ser internada novamente por ter água no cérebro. A bebê permanece internada, mas a mãe está confiante com a alta breve da filha.