‘Meu coração está sangrando’, diz mãe de bebê que morreu em acidente após padrasto dizer que ela estava dormindo

Uma criança de apenas dois anos teve traumatismo craniano após sofrer acidente de carro com o padrasto, que a levou em casa e garantiu que a menina estava apenas dormindo

Resumo da Notícia

  • Agatha, de apenas dois anos, morreu após sofrer acidente de carro com o padrasto Gian Gabriel Fraga
  • A mãe, Alessandra de Mattos, tinha esperanças de que a menina saísse viva do hospital
  • Após a morte da criança, Alessandra de Mattos publicou nas redes sociais uma homenagem para a filha

Agatha, uma menina de dois anos, sofreu um acidente de carro com o padrasto Gian Gabriel Fraga, e o homem chegou a levar a criança até a casa da esposa, Alessandra de Mattos, mãe de Agatha. No momento, Gian Gabriel entregou a menina desacordada e afirmou que ela estava apenas dormindo, sem considerar o impacto da batida.

-Publicidade-

Alessandra de Mattos percebeu que a filha não estava bem e chegou a procurar o Hospital Municipal de Bertioga, no Guarujá, onde a menina ficou internada por 12 dias em estado gravíssimo e politraumatismo. Entretanto, Agatha não resistiu. Segundo entrevista feita pelo G1, os médicos afirmaram que caso a menina tivesse recebido atendimento imediatamente, o caso poderia ter outro desfecho.

Alessandra de Mattos em registro antigo com a filha Agatha Rafaella, que morreu após acidente de carro com o padrasto
Alessandra de Mattos em registro antigo com a filha Agatha Rafaella, que morreu após acidente de carro com o padrasto (Foto: Reprodução/Facebook)

Após a morte da filha, Alessandra de Mattos utilizou as redes sociais para descrever os sentimentos diante do ocorrido: “Hoje meu coração está sangrando, pois está sendo o dia mais triste da minha vida. Filha, nunca se esqueça de que a mamãe te ama muito, além do céu. Sei que o céu está em festa com este sorriso encantador”.

A mãe ainda afirmou que a filha vai ficar ao lado do pai, que faleceu em 2019: “Sei que seu pai vai cuidar de você aí. Só de saber que você não vai voltar meu coração sangra. Lutei ao seu lado até o fim, pois nunca perdi a esperança de que você iria voltar, mas papai do céu não abriu mão de você. Você é o anjinho mais lindo. Agora você e seu irmão vão ficar juntinhos. Não me conformo, não sei como vai ser a minha vida. Você era a luz da nossa casa e das nossas vidas. Te amo eternamente, Agatha Rafaella”.