Mônica Benini agradece a ajuda da mãe em texto de aquecer o coração: “Foi colo para mim e para eles”

A modelo revelou que sua mãe passou 5 meses em sua casa para ajudar sua família

Resumo da Notícia

  • Mônica Benini agradeceu a ajuda da mãe em texto de aquecer o coração;
  • A modelo é mãe de Otto, fruto do casamento com o cantor Junior Lima;
  • Ela comentou como foram os últimos meses

Amor de mãe e filha não tem preço! Mônica Benini usou as redes sociais para agradecer publicamente a mãe, Marlene, pela ajuda que deu a família para cuidar de Lara, a segunda filha do casamento com Júnior Lima.

-Publicidade-

No Instagram, a modelo conta que, no últimos 5 meses, a avó de seus filhos mudou do estado em que morava para ajudar a filha nos primeiros meses de Lara e nos cuidados da família.

Para ilustrar o post, Mônica, de 37 anos, publicou uma foto da avó brincando ao ar livre com Otto, de 4 anos, também fruto do casamento com o cantor.

Marlene e Otto brincando ao ar livre
Marlene e Otto brincando ao ar livre (Foto: Reprodução/Instagram @monicabenini)

“Nesse tempo ela cuidou de mim, cuidou da Lara, do Otto, da minha família. Preparava o escalda pés quando, ainda gestante, eu sentia dor nas pernas… me aconselhava que dormisse, descansasse, ficava com Otto e me deixava tranquila pra tirar uma soneca no fim de tarde, preparava uma infinidade de comidas gostosas, de receitas que ela vem aperfeiçoando nos últimos tempos (quanto pão de fermentação lenta, pizza, doce de banana, panqueca…), buscava fruta no pé cedinho e deixava toda manhã no nosso prato, na mesa de café da manhã”, contou a modelo.

“Ai a Lara nasceu… uma avalanche de novos sentimentos nasceu com ela… e uma avó ainda mais solícita que fez tudo que pôde fazer pra nos ajudar nesse nosso novo formato, pra cuidar e amparar no que fosse preciso. Pra encher de amor os netos, a filha, o genro. Aprendeu todos os detalhes necessários pra preparar um ambiente acolhedor pras sonecas da tarde, pras longas madrugadas… foi colo, pra mim e pra eles”, elogiou.

“Foi paciência, zêlo, acolhida. E olhando pra trás eu não consigo sequer imaginar como teria sido sem ela por aqui. Ela foi essencial. E esse amparo todo ficará pra sempre gravado na minha memória e no meu coração. Eu só consegui ser a mãe que fui até aqui pq ela me acolheu e me permitiu ser filha. Ela foi embora e deixou o freezer lotado de pães e o coração aqui já com saudade. Obrigada, mãe. Te amo mais do que consigo expressar”, finaliza.