Orlando Drummond é vacinado contra Covid-19 aos 101 anos

Humorista famoso por participar do programa Escolinha do Professor Raimundo foi vacinado hoje no Rio de Janeiro

Resumo da Notícia

  • Orlando Drummond tem 101 anos
  • Ele foi vacinado hoje
  • Ele representa o grupo da segunda fase da vacinação
  • Veja mais na matéria abaixo!

Orlando Drummond, de 101 anos, recebeu a vacina contra a Covid-19 neste domingo, 31 de janeiro, no Rio de Janeiro. O ator, conhecido por seu trabalho como Seu Peru na Escolinha do Professor Raimundo, esteve em uma cerimônia simbólica que marca o início da segunda fase do plano de vacinação. A partir de amanhã, 1 de fevereiro, a população da terceira idade do Rio de Janeiro vai ser chamada para participar da vacinação no município. Na primeira semana de fevereiro, as pessoas acima de 95 anos serão vacinadas.

-Publicidade-
Orlando Drummond recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19 hoje no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/Instagram)

Além de Orlando, outros três idosos e o compositor Nelson Sargento também receberam a primeira dose da vacina. Em seu Instagram, o ator comemorou: “Algumas coisas me levaram até os 101 anos. Minha família, meus amigos, meu trabalho e o amor. Mas, além de tudo isso, sempre fui muito bem cuidado por médicos competentes que me guiaram até aqui. Sempre me vacinei e sou um abençoado por ser o representante dos idosos com mais de 99 anos que serão vacinados no Rio de Janeiro!”

Orlando Drummond recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19 hoje no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/Instagram)

Nelson também não deixou de falar sobre a experiência, após ele ter sido vacinado, cantou os primeiros versos da música autoral “Agoniza mas não morre” e falou sobre planos futuros para voltar à rotina. Ele ainda brincou, dizendo que a esposa dele,  Evonete Matos, de 71 anos também quer ser vacinada, mas que ainda é muito jovem. “Estava pensando muito nesse momento e graças a Deus estou aqui. Estou sentindo falta da música. Estou aqui para ser vacinado e poder trabalhar. Ela quer se vacinar já, mas é uma jovem ainda”.