São Paulo prorroga fase de transição em todo estado e quarentena será mais flexível

A medida, que é a fase intermediária entre a vermelha e a laranja, irá acontecer por mais uma semana para a observação no número de casos, internações e óbitos pela covid-19

Resumo da Notícia

  • A fase de transição foi prorrogada por mais uma semana no estado de São Paulo
  • A medida é uma alternativa para conter a pandemia do novo coronavírus
  • A flexibilização foi possível por causa da redução do número de casos, internações e óbitos no estado de São Paulo

Nesta quarta-feira, 28 de abril, o governo do estado de São Paulo prorrogou a fase de transição por mais uma semana em todo o estado. A flexibilização, que estava prevista para terminar no sexta-feira, 30 de abril, irá valer dos dias 1º a 9 de maio.

-Publicidade-

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico de São Paulo, Patrícia Ellen, a partir de uma melhora dos indicadores de casos, internações e óbitos, foi possível estender o horário de funcionamento do comércio e setor de serviços. Foi estabelecido que podem funcionar das 06h às 20h.

Já Paulo Menezes, coordenador do Centro de Contingência, comentou sobre a queda desses indicadores. “No pico dessa segunda onda, tínhamos 500 casos novos por 100 mil habitantes em duas semanas. Esse número hoje está em 423. A retomada das atividades é importante, mas não é um convite para que as pessoas saiam às ruas”. Na outra semana, caso os números continuem diminuindo em São Paulo, há a probabilidade do retorno para a fase laranja do plano de contingência.

A prorrogação da fase de transição acontece do dia 1º a 9 de março (Foto: Shutterstock)

Como vai funcionar a fase de transição

A medida, que terá início já no próximo sábado, 1º de maio, terá a ampliação do horário de comércios e serviços. Estão autorizadas também atividades religiosas, como cultos presenciais, desde que tenham apenas 25% da ocupação total. Vale lembrar ainda que todas as medidas de segurança e protocolos sanitários devem ser respeitados.

Restaurantes e bares (serviço apenas de refeições) também podem funcionar dentro do horário estabelecido para consumo no local. Salões de beleza, barbearias, academias e atividades culturais seguem a mesma regra. Parques municipais e estaduais estão autorizados a abrirem até as 18h.

Para as atividades administrativas que não são consideradas essenciais, é necessário o teletrabalho para funcionarem. O toque de recolher continua valendo em todo o estado, seguindo o horário das 20h até as 05h da manhã do dia seguinte.