Tenente Bahia mostra primeiras fotos tiradas da filha logo após perder a noiva antes do casamento

Flávio Gonçalves, mais conhecido como Tenente Bahia, usou as redes sociais para comparar as primeiras fotos da filha, Sophia, logo após seu nascimento e hoje, com 2 anos

Resumo da Notícia

  • Tenente Bahia mostrou o antes e depois da filha, Sophia
  • Ele ficou conhecido após perder a esposa momentos antes do casamento
  • Sophia hoje tem 2 anos

A história de Flávio Gonçalves, mais conhecido como Tenente Bahia, emocionou o país todo após perder a noiva grávida momentos antes do casamento para um AVC. Do relacionamento ficou Sophia, a filha do casal, que hoje tem 2 anos.

-Publicidade-

Neste domingo, 10 de outubro, o Tenente Bahia usou as redes sociais para compartilhar várias fotos de Sophia de quando ela era recém-nascida e compartilhou uma nova imagem, da menina agora com 2 anos completos. Na legenda, ele escreveu: “Tem certas lutas na vida que são para serem vencidas”.

Tenente Bahia mostra fotos de Sophia recém-nascida e compara com a filha hoje, com 2 anos de idade
Tenente Bahia mostra fotos de Sophia recém-nascida e compara com a filha hoje, com 2 anos de idade (Foto: Reprodução Instagram @tenente_bahia87)

Relembre o caso

No dia 14 de setembro de 2019, Jéssica, noiva do Tenente Flávio Gonçalves, teve um AVC na porta da igreja minutos antes de subir ao altar. Com 30 anos, ela estava grávida de 7 meses de Sophia e precisou ser levada às pressas ao hospital para fazer uma cesárea de emergência.

Em entrevista exclusiva para a Pais&Filhos na época, Flávio contou como ele e a noiva se conheceram e relembrou a descoberta da gestação. “Eu conheci a Jéssica no colégio, a gente estudou na mesma escola. Sempre gostei dela, mas ela não dava bola para mim. Então a vida seguiu e a gente se reencontrou na rua, trocamos contato para marcar um cinema, mas ela voltou a namorar. Depois de um tempo a gente se encontrou de novo, começamos aquele relacionamento e assim passaram 7 anos juntos. 7 anos de muita alegria e harmonia”

Apesar de todas as dificuldades, o pai seguiu com o pensamento de que o amor que ele tem pela filha tem que ser maior do que a dor que sente pelo luto. “Jéssica foi uma mãe-heroína, o tempo todo batalhou e deu a vida pela Sophia. A Sophia é um ser de luz”.