Vacinação mista com AstraZeneca-Pfizer pode aumentar anticorpos da covid-19 no organismo, diz estudo

A partir de uma pesquisa realizada na Coreia do Sul, foi possível perceber que a mistura de doses aumentou os anticorpos contra a covid-19 no grupo testado

Resumo da Notícia

  • A imunização mista aumentou o nível de anticorpos do organismo em até seis vezes comparado com a aplicação de duas doses da AstraZeneca
  • 499 profissionais da saúde participaram do estudo da Coreia do Sul
  • A combinação de doses vem sendo discutida em diversos países ao redor do mundo

A partir de um estudo realizado na Coreia do Sul, foi mostrado que a vacinação mista com a primeira dose da AstraZeneca e a segunda da Pfizer aumentou os níveis de anticorpos contra a covid-19 em seis vezes. A pesquisa foi feita em uma comparação das duas doses da AstraZeneca.

-Publicidade-

No estudo, 499 profissionais da saúde participaram dos testes. Durante a pesquisa, 100 deles receberam doses mistas e 200 tomaram duas doses da Pfizer e 199 duas doses da AstraZeneca. O resultado mostrou que todos apresentaram anticorpos neutralizantes. O grupo que recebeu o esquema misto teve quantidades semelhantes de anticorpos encontrados nos pacientes que tomaram duas doses da Pfizer.

A vacinação mista com AstraZeneca-Pfizer pode aumentar os anticorpos da covid-19, segundo estudos (Foto: Getty Images)

Já outro estudo britânico, publicado no mês passado, apresentou resultados bastante semelhantes. A combinação das doses teve uma melhora nas respostas das células T e também mais anticorpos do que a vacina da Pfizer seguida pela AstraZeneca.

A partir destes dados, existe a discussão em diversos países sobre a combinação de doses, uma vez que a segunda dose da AstraZenca foi associada a coágulos sanguíneos raros. Em maio, a Anvisa chegou a suspender a segunda dose do imunizante para grávidas após um “evento adverso”.

O estudo sul-coreano mostrou ainda resultados de que houveram atividades neutralizantes contra as principais variantes de preocupação, segundo a Agência Coreana de Controle e Prevenção de Doenças (KDCA). Vale lembrar ainda que nenhum dos grupos demonstrou neutralidade reduzida contra a variante Alpha, identificada no Reino Unido, mas diminuiu 2,5 a 6 vezes contra a Beta, Gama e Delta, detectadas respectivamente na África do Sul, Brasil e índia.