Gravidez

Grávidas podem viajar sem neura, sim!

Mas é importante ficar ligada nesses recomendações

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

passaporte

Quem não gosta de conhecer outros lugares, culturas, relaxar de frente para o mar ou esquiar na neve? Viajar é uma delícia e, mesmo que você esteja grávida é possível sim embarcar em uma nova aventura, mas é preciso tomar o dobro do cuidado e se prevenir com bastante antecedência. Mas nada de viagens longas nos extremos da gravidez – nos primeiros meses tem maior chance de abortamento e no final, de contração.

Antes de tudo, grávida tem que ter rotina! Alessandro Scapinelli, ginecologista e pai de Enrico e Angelina, explica que quanto mais rotina, seguindo as recomendações do seu médico e de um nutricionista, maior a chance de ter uma gestação equilibrada.

Quando você viaja, a rotina muda e isso pode acabar te sobrecarregando. Então antes de tudo, programe a viagem para garantir o seu conforto, afinal de contas, você estará longe da sua casa e do seu obstetra.

Mas se o seu médico te liberou, nada te impede de dar uma escapadinha para outra cidade ou país! Didi Aaftink, membro do Conselho médico internacional da KLM Health Services, explica que o bebê fica bem protegido de mudanças externas ao corpo da mãe, como variações na pressão do ar ou umidade na cabine de avião, por exemplo.

Como organizar a mala?

A primeira coisa que você precisa lembrar é que viagens, imprevistos e enjoos são quase parceiros, ou seja, kit de primeiro socorros é essencial. Ter em mãos os analgésicos, antialérgicos, remédios para distúrbios digestivos (indigestão, cólica, vômito, etc.), repelente, protetor solar, curativos, spray antisséptico e soro fisiológico pode ser de grande ajuda. E não se esquecer de calcular a quantidade de remédio se faz uso contínuo, sem esquecer da rotina, né?!

Com que roupa eu vou?

Para o dia da viagem, a melhor opção é sempre escolher as roupas mais largas e confortáveis possíveis, que não apertem a barriga, independentemente do seu meio de transporte e tempo de viagem. Mas, para cada situação, tem uma dica!

Avião: Grávida tem maior chance de ter trombose, ou seja, de formar um coágulo na circulação, e usar meia elástica de compressão leve (3/4) diminui a chance, assim como caminhar durante o voo. Em alguns casos, o ginecologista pode recomendar tomar injeção para prevenção também.

Carro: Comida! Leve muita comida e muita, mas muita água! Além disso, organize bem o dia e o horário que vai sair de casa para evitar trânsito e não perc