Método Ramzi funciona? Conheça o procedimento que promete descobrir o sexo do bebê no primeiro ultrassom

Entenda como funciona a técnica, se é confiável ou não e veja o passo a passo completo

Resumo da Notícia

  • O Método Ramzi é um forma de descobrir o sexo do bebê no início da gestação
  • Segundo o estudo, o sexo do bebê pode ser determinado pela posição da placenta
  • Apesar da popularidade, o procedimento não é cientificamente validado

Por mais que tenham os pais optem por descobrir o sexo do bebê apenas na hora do nascimento, existem muitos curiosos que não aguentam esperar os nove meses. Se você é um pai ou uma mãe desse time já deve ter ouvido falar do Método Ramzi. Mas o que é exatamente? Será que ele funciona? Fizemos essa matéria completa para esclarecer suas principais dúvidas.

-Publicidade-

Antes de qualquer coisa, é importante destacar que esse método não é comprovado cientificamente. “Pode ajudar a aliviar a ansiedade talvez aumentando a probabilidade de acertar o sexo segundo o estudo, mas a gente não recomenda”, avisa Dr. Igor Padovesi, ginecologista e obstetra, e pai de Beatriz e Guilherme.

O Método Ramzi consegue prever o sexo do bebê logo na 6º semana de gestação (Foto: Shutterstock)

O que é o Método Ramzi?

O chamado Método Ramzi é uma forma alternativa de descobrir o sexo do bebê desde o primeiro exame, geralmente realizado na 6º semana de gestação. Desenvolvido pelo Dr. Saam Ramzi Ismail, o estudo tem o objetivo de analisar a relação entre a posição da placenta e a determinação do sexo do bebê para prevenir, o mais cedo possível, doenças genéticas específicas.

Foi a partir de diversos estudos que o Dr. Ramzi concluiu que a posição da placenta era a peça-chave para se obter a resposta sobre o sexo do bebê, antes mesmo do exame de sexagem fetal. Entre os anos de 1997 e 2007, 5376 mulheres grávidas fizeram um exame de ultrassonografia fetal na 6º semana de gravidez, 22% pela via transvaginal e 78% pela via transabdominal. Entre a 18º e a 20º semanas o exame foi repetida.

  • Em 97,2% dos bebês do sexo masculino, a placenta estava implantada no lado direito do útero
  • Em 97,5% dos bebês do sexo feminino, a placenta estava implantada no lado esquerdo do útero

Assim, de acordo com o Dr. Ramzi, a posição da placenta na 6º semana de gravidez tem 97% de chances de prever o sexo do bebê.

Passo a passo

1.  Faça a ultrassonografia na 6º semana de gestação

O ultrassom deve ser feito na 6º semana de gestação
O ultrassom deve ser feito na 6º semana de gestação (Foto: reprodução / Getty Images)

Na teoria, para que o método Ramzi funcione da forma correta, a mulher grávida deve fazer o primeiro ultrassom da gravidez, cerca de 6 a 8 semanas de gestação no máximo.

2. Descubra a posição da placenta

A placenta é responsável por proteger, nutrir e transportar oxigênio ao bebê. Ela se forma apenas ao longo do primeiro trimestre da gestação e enquanto ainda não está totalmente pronta, o corpo lúteo da mãe é quem vai produzir os hormônios necessários para manter o filho saudável.

Aos poucos se formam as vilosidades coriônicas – ligações entre a placenta e o útero da mãe. Sendo assim, é a posição dessas substâncias, das quais se origina a placenta, que indica o sexo do bebê, de acordo com o Método Ramzi.

3. Procure a área ao redor do saco gestacional

A área brilhante ao redor do saco gestacional é o local onde o embrião se fixa- trata-se justamente das vilosidades coriônicas junto com a placenta em formação ou já formada. Lembre-se: se for menina o embrião estará fixado do lado esquerdo, se for menino o embrião estará fixado do lado direito.

Podemos confiar no Método Ramzi?

Apesar da popularidade do Método Ramzi, o procedimento está muito longe de atender a todos os requisitos para ser considerado, de fato, um estudo cientificamente validado. A pesquisa não passou por nenhuma avaliação mais criteriosa de outros especialistas da área, nem de membros da comunidade científica. Outro problema grave é a falta de descrição sobre o autor do método. Não sabemos nem sequer se o Dr. Ismail é mesmo o autor do estudo nem quais são as suas formações acadêmicas.

O Método Ranzi não possui validação científica e portanto não é reconhecido como uma forma confiável de identificar o sexo do bebê. Inclusive, existe um estudo científico feito na Austrália e publicado no jornal Ultrasound in Obstetrics & Gynecology, em 2010. A pesquisa não apontou nenhuma relação entre a posição da placenta e sexo do bebê. Os resultados estavam próximos de 50% para menino e 50% para menina, tanto para placenta à esquerda quanto à direita.

Então não crie expectativas exageradas logo de cara. Lembre-se: “A forma confiável de descobrir o sexo do bebê precocemente é com o examine e sexagem fetal que pode ser feito a partir de 8 semanas”, ressalta o Dr Igor.