Vacinação na gravidez: especialistas explicam os benefícios para a saúde da mãe e do bebê

Cuidar desde cedo da saúde do bebê é um ato indispensável! Saiba como você pode se prevenir durante a gestação e compartilhar proteção com o seu filho.⁴

Resumo da Notícia

  • A vacinação durante a gravidez é um ato de carinho que protege a mãe e o bebê
  • Saiba a importância da imunização precoce
  • Veja como identificar a coqueluche em bebês

Assim que a mulher descobre que está grávida, tudo muda de repente. Como mãe, você tenta fazer tudo que pode para que o bebê fique saudável e se desenvolva da melhor forma. Durante a gravidez, a mulher compartilha anticorpos que podem ajudar na proteção do bebê contra algumas doenças.4 Por isso, o cuidado com a imunização deve começar ainda na gestação.1,9 Desta forma, você se protege e também cuida, desde cedo, da saúde do seu filho.1,4

-Publicidade-
É possível proteger o bebê desde antes do nascimento (Foto: iStock)

Você sabia que existem vacinas que são especialmente recomendadas para gestantes?5,9,13 De forma gratuita, o Ministério da Saúde oferece as quatro vacinas recomendadas para a gestante, e algumas delas devem ser repetidas a cada nova gestação: dTpa (difteria, tétano e coqueluche); dT (difteria e tétano); hepatite B e a de gripe (Influenza), disponível durante as campanhas anuais.2,9,13 “Às vezes, a gestante fica com medo de se vacinar, mas é preciso saber que ela está recebendo a vacina para sua proteção e também para proteger o bebê”, explica Ana Clara Medina (CRF/RJ 24.671), farmacêutica, gerente científica e de assuntos médicos de vacinas da GSK, mãe de Benjamim.

Vacinar para proteger

Segundo monitoramento do Ministério da Saúde, pelo sistema DATASUS, atualizado em janeiro de 2021, menos da metade das gestantes se imunizaram contra difteria, tétano e coqueluche em 2020, ficando com uma cobertura vacinal em torno de 40%. Os dados bastante alarmantes reforçam ainda mais a importância de proteger e cuidar de quem mais amamos.3

-Publicidade-

Todas as vacinas são desenvolvidas nos mais altos padrões de segurança, ou seja, por anos elas são monitoradas e estudadas.14 “É muito raro as vacinas causarem reações graves, além dos benefícios em se tomar serem enormes”, reforça o Dr. Igor Padovesi (CRM SP-134933), ginecologista e obstetra. Em alguns casos, é possível notar efeitos colaterais leves, como vermelhidão, inchaço e sensibilidade no local onde a agulha foi aplicada.4

De mãe para filho

A grávida transfere anticorpos para o bebê através da placenta, compartilhando assim proteção para os primeiros meses de vida dele.2,4 “A gestante precisa ter um pico de anticorpos para o bebê no final da gravidez. É essencial também que ela se vacine dentro da recomendação, pois se a mãe deixa para tomar apenas no puerpério, não terá essa passagem dos anticorpos”, comenta Ana.

Proteção contra a gripe

Segundo o Centers for Disease Control and Prevention (CDC), a vacinação contra gripe na gravidez pode prevenir a doença durante a gestação, que é um período de maior risco, e prevenir complicações para o bebê.4 “A gestante faz parte de um grupo de risco, então a grávida pode ter diversas complicações por causa da Influenza”, alerta a especialista. “É importante manter o calendário de vacinação em dia, e em todas as gestações. A vacina contra Influenza precisa ser tomada todos os anos”, reforça Igor Padovesi.

Na gestação, por conta das alterações nas funções imunológica, cardíaca e pulmonar, ocorre uma maior probabilidade dos riscos da doença serem mais sérios.4 “Quando ocorre na gravidez, é considerada potencialmente grave e, até mesmo, mais que  a COVID-19, por exemplo”, explica o obstetra.

De olho na coqueluche

Também conhecida como “tosse comprida”, por conta da tosse seca em sequência, a doença é altamente contagiosa e pode colocar a vida do bebê em risco.6,15 A coqueluche afeta principalmente bebês menores de 6 meses e complicações são mais relatadas em bebês menores de 2 meses, que possuem maiores taxas de hospitalização (>90%). As complicações da doença podem incluir: desidratração, pneumonia, convulsões, entre outras.7,10,11

Entenda como funciona a doença para o bebê (Foto: Getty Images)

Pela gravidade do problema, a vacina Tríplice Bacteriana (dTpa) já faz parte do calendário de vacinação da gestante e deve ser tomada a cada nova gestação, para proteção do bebê logo nos primeiros meses de vida.12,13 A partir dos dois meses de idade, a criança já pode receber a primeira dose da vacina Hexavalente (privado) ou da vacina Pentavalente (público), que também previnem contra a coqueluche.8,16

A contaminação pela bactéria Bordetella pertussis, causadora da coqueluche, ocorre ao tossir, espirrar ou ainda durante a fala.5,6 Apesar da complexidade da doença, o obstetra explica que geralmente a transmissão acontece por quem convive de forma próxima ao bebê, sendo essencial a vacinação de toda a família pensando sempre na importância da saúde coletiva, principalmente dentro de casa. “O benefício de prevenir doenças é muito grande, por isso é tão importante que todos estejam protegidos”, finaliza.

Material dirigido ao público geral. Por favor, consulte o seu médico.

Referências

1. CENTERS FOR DESEASE CONTROL AND PREVENTION. Vaccines and Pregnancy Home. Vaccine Safety for Moms-To-Be. Disponível em: <https://www.cdc.gov/vaccines/pregnancy/vacc-safety.html>. Acesso em: 08 de jan. 2021.

2. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Blog da Saúde. Verdades e mentiras sobre a vacinação em gestantes. Disponível em: <http://www.blog.saude.gov.br/index.php/servicos/53841-mitos-e-verdades-sobre-a-vacinacao-em-gestantes> Acesso em: 08 de jan. 2021.

3. Pesquisa realizada na base de dados DATASUS, utilizando os limites “Imuno” para Linha, “Ano” para Coluna, “Coberturas vacinais” para Medidas, “2020” para Períodos Disponíveis e “dTpa gestante” para Imuno. Disponível em: <http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/dhdat.exe?bd_pni/cpnibr.def> Acesso em: 08 de jan. 2021.

4. CENTERS FOR DESEASE CONTROL AND PREVENTION. Vaccines and Pregnancy Home. Vaccines & Pregnancy: Top 7 Things You Need to Know. Disponível em: <https://www.cdc.gov/vaccines/pregnancy/pregnant-women/need-to-know.html> Acesso em: 08 de jan. 2021.

5. SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. Vacinação da gestante: sucesso de proteção para mãe e filho. 2018. Disponível em: <https://vacinasparagravidas.com.br/public/docs/guia-da-vacinacao.pdf>. Acesso em: 08 de jan. 2021.

6. SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. Doenças. Coqueluche (pertussis). Disponível em: <https://familia.sbim.org.br/doencas/coqueluche-pertussis> Acesso em: 08 de jan. 2021.

7. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Boletim epidemiológico da coqueluche no Brasil de 2010 a 2014. Disponível em: <https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2018/marco/29/Boletim-epidemiologico-de-2010-a-2014.pdf> Acesso em: 08 de jan. 2021.

8. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Calendário nacional de vacinação da criança. Disponível em: <https://antigo.saude.gov.br/images/pdf/2020/marco/04/Calendario-Vacinao-2020-Crian–a.pdf>. Acesso em: 08 de jan. 2021.

9. SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. Calendário de vacinação SBIm gestante. Disponível em: <https://sbim.org.br/images/calendarios/calend-sbim-gestante.pdf>. Acesso em: 14 de jan. 2021.

10. FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ. Coqueluche: sintomas, transmissão e prevenção. Disponível em: <https://www.bio.fiocruz.br/index.php/br/coqueluche-sintomas-transmissao-e-prevencao>. Acesso em: 08 de jan. 2021.

11. HONG, J. Update on pertussis and pertussis immunization. Korean Journal of Pediatrics, 53(5): 629-633, 2010.

12. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Blog da Saúde. Ministério da Saúde disponibiliza no SUS vacina contra coqueluche para gestantes. Disponível em: <http://www.blog.saude.gov.br/34736-ministerio-da-saude-disponibiliza-no-sus-vacina-contra-coqueluche-para-gestantes.html>. Acesso em: 08 de jan. 2021.

13. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Anexo IV – Calendário da Gestante. Disponível em: <https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2020/marco/04/Calendario-Vacinao-2020-Gestante.pdf> Acesso em: 08 de jan. 2021.

14. SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. Imunização: tudo o que você sempre quis saber. Disponível em: <https://sbim.org.br/publicacoes/livros/564-imunizacao-tudo-o-que-voce-sempre-quis-saber> Acesso em: 08 de jan. 2021.

15. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Informe Epidemiológico: Coqueluche – 2018. Disponível em: <https://antigo.saude.gov.br/images/pdf/2020/October/13/BR-Informe-Coqueluche-2018-2019.pdf> Acesso em: 08 de jan. 2021.

16. SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNZAÇÕES. Calendário de Vacinação SBIm: Criança. Disponível em: <https://sbim.org.br/images/calendarios/calend-sbim-crianca.pdf> Acesso em: 08 de jan. 2021.

NP-BR-PTX-PRSR-200002 – Janeiro/2021.

-Publicidade-