Cientistas criam computador com a inteligência de um bebê para entendimento da mente humana

Bebês são ótimos em compreender coisas do senso comum humano; desenvolvimento de inteligências artificiais se beneficiará do projeto

Resumo da Notícia

  • Computador será criado com inteligência de bebês com a função de entender o raciocínio humano
  • Pesquisas estão sendo feitas em favor do sistema

A grande vontade de reproduzir o pensamento humano dentro de uma máquina sempre inspirou diversos cientistas ao redor do mundo durante um longo período da história até a atualidade; desde escritos de ficção científica à Máquina de Turing, pesquisas com inteligência artificial e machine learning, os pesquisadores aparentam estar cada vez mais próximos de conquistar seus objetivos com uma nova criação: a inteligência artificial que é capaz de pensar e aprender como um bebê.

-Publicidade-
Nova ferramenta do Meta usa inteligência artificial para animar desenhos infantis
Inteligência artificial já vem ajudando a entender como funciona a mente humana (Foto: Reprodução/Meta AI)

O mais recente sistema tem o controle de compreender as regras essenciais do senso comum assim como os seres humanos, afirmam os cientistas. O desenvolvimento da tecnologia pode não só ajudar nas pesquisas de inteligência artificial (IA), mas também a entender como funciona a mente humana.

De acordo com os pesquisadores, as mentes infantis são importantes objetos de estudo graças a capacidade destas de aprender muitas coisas ao mesmo tempo facilmente e de uma maneira que dá um aspecto ‘misterioso’. Uma das principais competências que foi analisada na pesquisa foi a ‘física intuitiva’, isto é, o conhecimento que temos sobre como as coisas interagem que nos chegam desde cedo.

Dancinhas do TikTok podem ajudar no desenvolvimento do seu cérebro e a ciência explica como!
O sistema de aprendizado profundo se chama Plato e se mostrou capaz de aprender esse e uma outra série de conceitos físicos diferentes (Foto: Getty Images)

Como exemplo, o homem sabe que uma bola cairá no chão se a pessoa que a estiver segurando soltá-la e, de tal forma, percebem o processo analisado em uma idade muito jovem, mas ainda não está precisamente claro como esse procedimento mental ocorre.

Para testar o sistema, foram exibidos vídeos que demonstravam cenas aparentemente impossíveis em que a física ‘não fazia sentido’. O modelo, ao invés de entender o vídeo como algo verdadeiro, demonstrou seu próprio tipo de surpresa, assim como os bebês.

As descobertas dos cientistas foram divulgadas em dois artigos científicos “Aprendizagem de física intuitiva em um modelo de aprendizado profundo inspirado na psicologia do desenvolvimento” e “Pode um computador pensar como um bebê?”, publicados pela Nature Human Behaviour.