Coronavoucher: Governo libera aplicativo para receber auxílio emergencial e te ensinamos como usar

Nesta terça-feira, 7 de abril, foi lançado o aplicativo Caixa Auxílio Emergencial para a população se inscrever para receber o benefício que ajudará a passar por esse tempo de crise durante o isolamento social por causa do coronavírus, o app não consome dados e pode ser usado mesmo se você não tiver créditos ou acesso à internet

Resumo da Notícia

  • O benefício será de de R$600,00 para ajudar as famílias afetadas pela pandemia do novo coronavírus
  • O auxílio será entregue por três meses e busca aliviar os efeitos da quarentena causado pela pandemia
  • O dinheiro será repassado em etapas, os primeiros pagamentos está previsto para esta semana
  • O aplicativo não consome dados e pode ser usado mesmo se você não tiver créditos ou acesso à internet
Governo lançou o aplicativo Caixa Auxílio Emergencial para a população se inscrever no auxílio emergencial (Foto: Getty Images)

Nesta terça-feira, 07 de abril, o governo lançou o aplicativo Caixa Auxílio Emergencial para a população se inscrever no benefício emergencial, ou como está popularmente sendo conhecido, o coronavoucher. O recurso será de R$600,00 para ajudar as famílias afetadas pelo novo coronavírus. Mães-solo, provedoras do lar, poderão receber R$ 1200. O auxílio será entregue por três meses e busca aliviar os efeitos da quarentena causado pela pandemia.

-Publicidade-

O aplicativo foi feito em parceria com a Caixa e está disponível de graça para celulares Android e iPhone (iOS), ele não consome dados e pode ser usado mesmo se você não tiver créditos ou acesso à internet.

Quem tem direito ao auxílio?

-Publicidade-

O programa é destinado a trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), contribuintes individuais da Previdência Social e desempregados. Os requisitos para receber o auxílio são:

  • Ter mais de 18 anos;
  • Não ter emprego formal;
  • Não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou participar de programa de transferência de renda federal (exceto pelo Bolsa Família);
  • Ter renda familiar mensal por pessoa de até meio salário mínimo ou, no total, de até três salários mínimos;
  • Não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.

Quem deve se cadastrar pelo aplicativo para receber o benefício?

Informais que não têm cadastro no CadÚnico, MEI e contribuintes individuais do INSS. Quem não tem certeza se está registrado no Cadastro Único pode consultar pelo próprio app do auxílio emergencial. Basta informar o CPF para descobrir a situação de cadastro.

Como receber o auxílio?

Você pode fazer o seu cadastro clicando aqui. O dinheiro será repassado em etapas, os primeiros pagamentos está previsto para esta semana para quem tem Cadastro Único, é correntista da Caixa ou Banco do Brasil e cumpre os requisitos do benefício. A previsão é de que quem se cadastrou pelo aplicativo a partir de hoje receba o benefício cerca de 48 horas após o registro. Já os beneficiários do Bolsa Família devem receber a partir do dia 16, de acordo com o calendário regular de pagamento.

O auxílio emergencial será disponibilizado diretamente na conta bancária e poderá ser sacado em lotéricas ou agências da Caixa, do Banco do Brasil, Banco da Amazônia e Banco do Nordeste. A previsão é que a primeira parcela fique disponível na próxima terça-feira, 14 de abril, para saque, a segunda para 27 a 30 de abril, e a terceira entre 26 e 29 de maio.

Como utilizar aplicativo?

  1. Baixe o aplicativo no seu celular –  o app pode ser instalado diretamente a partir das lojas Play Store ou App Store;
  2. Toque em “Realize sua solicitação”;
  3. Leia com atenção todas as informações que aparecem na tela antes de continuar. Se você se enquadra em todas as condições, marque as caixas de diálogo e clique em “Tenho os requisitos, quero continuar”;
  4. Preencha os campos com seu nome completo, CPF, data de nascimento e nome da sua mãe. Depois, marque a caixa de diálogo “Não sou um robô” e clique em continuar;
  5. Digite seu número de celular (com DDD) e selecione a operadora para receber um código de verificação;
  6.  A partir desta etapa, o aplicativo vai solicitar informações complementares sobre você, como o valor do seu último salário ou quantas pessoas compõem sua família;
  7. Informe como gostaria de receber o auxílio emergencial, se em uma conta já existente (na CEF ou em outra instituição financeira) ou em uma conta nova (da CEF);
  8. Caso opte por receber o auxílio através de uma conta já existente, basta fornecer os dados da sua conta e clicar em “Continuar”;
  9. Pronto! Sua solicitação de auxílio emergencial ficará em análise.

Para acompanhar sua solicitação:

  1. Basta voltar ao Passo 2 e selecionar a opção “Acompanhe sua solicitação”;
  2. Forneça o CPF usado para realizar o cadastro e insira o código enviado anteriormente;
  3. Pronto! você irá visualiza como está o andamento da sua solicitação. Segundo a Caixa, os resultados já devem aparecer a partir do dia 9 de abril.

gora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-