Ministério da Saúde oferece 22,9 milhões de testes para diagnóstico de novo coronavírus

Os testes serão distribuídos entre laboratoriais e exames rápidos e podem trazer o resultado de 10 a 30 minutos após ser realizado pelos profissionais de saúde

Resumo da Notícia

  • No Brasil o número de casos é de quase 2.000 pessoas
  • No início, seriam apenas distribuídos 30 mil testes, mas a quantidade era insuficiente
  • A pasta mostrou diversas alterações sobre a quantidade de testes
  • Já ocorreram 34 mortes no país pelo covid-19
Serão disponibilizados 22,9 milhões de testes (Foto: Getty Images)

Com o aumento de casos de coronavírus no Brasil, o Ministério da Saúde afirmou que irá aumentar o número de testes para diagnóstico em 22,9 milhões. A medida, que ainda será anunciada nesta terça-feira, 24 de março, será composta por testes rápidos e laboratoriais, que serão oferecidos direto pela pasta, parcerias público-privadas e doações.

Até o momento, o número de testes distribuídos foi de 30 mil, mas são insuficientes de acordo com o avanço da doença no país. No início, havia sido informado que 1 milhão de testes seriam distribuídos, após isso, entre dois e três milhões. No último sábado, 22 de março, foi afirmado 10 milhões de testes e agora são 22,9 milhões, de acordo com a pasta.

A doença já matou quase 2.000 brasileiros (Foto: Getty Images)

A partir deste total, 12,9 milhões serão PCR e entregues à laboratórios, e os primeiros testes rápidos vão ser disponibilizados para profissionais de saúde e também da área de segurança. No primeiro caso, o resultado sai de 1h30 à 4h, no segundo, de 10 a 30 minutos.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!