Profissionais da saúde compartilham rotina em meio à pandemia de coronavírus e comovem com fotos

Ao redor do mundo, médicos, enfermeiros e outros funcionários de hospitais, estão mostrando nas redes sociais como tem sido as próprias rotinas e causado comoção pelos relatos

Resumo da Notícia

  • Médicos do mundo inteiro estão compartilhando a rotina nas redes sociais
  • Um deles mostrou como o rosto ficou 12 horas depois de usar os equipamentos de proteção
  • No Brasil, os casos já chegam em quase 2000
  • Rúbia Santana relatou sobre o primeiro caso no país
Profissionais da saúde compartilharam a rotina em meio à pandemia de coronavírus (Foto: reprodução / Instagram @clinicacibelehasmann)

Rúbia Santana, recebeu uma mensagem pelo WhatsApp, na segunda-feira de Carnaval, 24 de fevereiro, que mudou completamente a vida dela para sempre. Em uma conversa com a Revista Veja, a mulher contou que o laboratório coordenado por ela, no Hospital Albert Einstein, teria recebido o primeiro teste positivo para o covid-19. “Do ponto de vista profissional, de cuidados com a saúde, a sensação de ter trabalhado com o caso pioneiro é indescritível”, explicou.

-Publicidade-

Dois dias após a confirmação pelo Ministério da Saúde, o hospital tornou-se referência no Brasil para os cuidados com a doença. Homens e mulheres estão alinhados para receber os casos e possuem a missão de salvar vidas e proteger os doentes a partir de uma série de protocolos, que é seguido por todos os profissionais.

Nicola Sgarbi afirmou que tirou a selfie depois de 12 horas seguidas de plantão na UTI (Foto: reprodução / CNN)

Ao redor do mundo, médicos, enfermeiros e diversos funcionários de hospitais, vêm publicando fotos nas redes sociais e compartilhando um pouco da rotina nos centros de saúde. Com marcas no rosto, por ficar diversas horas com máscaras e equipamentos de proteção, eles são considerados heróis por toda população.

-Publicidade-
Alessia fez um pedido especial ao público nas redes sociais (Foto: reprodução / Instagram @@clinicacibelehasmann)

Alessia Bonaria, uma enfermeira italiana, aproveitou o próprio post para reforçar a importância de ficar em casa neste período: “Vou continuar a cuidar dos meus pacientes, porque amo meu trabalho. O que peço a quem lê esse post é que seja altruísta e fique em casa, protegendo, assim, os mais frágeis”.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-