Pais&Filhos no Insta

Menina com doença terminal tem recuperação inexplicável e história emociona até os médicos

Lexli tinha apenas 3 meses de vida

Jéssica Anjos

Jéssica Anjos ,filha de Adriana e Marcelo

(Foto: reprodução / Facebook)

A americana Roxli Doss teve uma segunda chance (Foto: reprodução / Facebook)

Em junho deste ano, Roxli Doss, uma menina de 11 anos do Texas, nos Estados Unidos, foi diagnosticada com um raro tumor no cérebro chamado glioma pontino intrínseco difuso. Após conversar com os pais da criança, os médicos informaram que o problema era incurável e que os pacientes com o mesmo quadro de Roxli costumam sobreviver apenas por aproximadamente mais 9 meses.

Imediatamente, a menina começou a fazer radioterapia 6 dias na semana. Foram 6 meses com esse tratamento tentando fazer com que o tumor crescesse mais devagar. De acordo com os médicos, isso pode dar mais 3 meses de vida para o paciente. durante

Em entrevista ao canal KVUE, Virginia Harrod, uma das médicas do hospital em que a menina estava, falou sobre o caso: “É um tumor muito raro e uma doença devastadora. A pessoa perde a habilidade de engolir, a capacidade de falar, pode perder a visão e ter dificuldades para respirar”.

Além disso, Scott, o pai de Roxli, explicou que o tumor estava na parte de trás do cérebro. “Foi terrível. Foi a pior notícia que eu poderia receber”, contou.

(Foto: reprodução / Facebook)

(Foto: reprodução / Facebook)

Depois que recebeu o diagnóstico, Roxli começou o tratamento com radioterapia por seis dias por semana durante um período de seis meses. O objetivo dos médicos era diminuir a velocidade de crescimento do tumor. O processo que Roxli passou costuma dar 3 meses de vida a mais para o paciente. Imagina!

Em setembro a menina fez uma nova ressonância para ver como estava a evolução da doença e pasmem: o tumor havia DESAPARECIDO! “Quando eu vi a ressonância de Roxli, eu fiquei sem acreditar! O tumor estava indetectável na ressonância, isso é algo muito incomum”, afirmou a médica Harrod em entrevista ao USA Today. A especialista disse que não tem explicação para o que aconteceu.

Já os pais de Roxli têm a explicação perfeita para o que aconteceu: milagre. “É um milagre! Nós ficamos em choque, rezamos e pedimos muito… Mas mesmo assim, agradecer a Jesus não era o suficiente naquele momento”, disse a mãe da menina.

Os médicos nunca tinham registrado o desaparecimento de um tumor tão agressivo assim. Agora Roxli está bem, mas terá que continuar com o acompanhamento para garantir que as células continuem saudáveis. Dá uma olhada nos exames:

 

(Foto: reprodução / Facebook)

(Foto: reprodução / Facebook)

Leia também:

Câncer ocular atinge crianças de até 5 anos 

Descoberto novo tipo de câncer ocular em bebês

Leite materno: a cura para o câncer?