Unhas do bebê: dicas para manter a higiene e prevenir problemas de saúde

Os recém-nascidos, por ainda estarem desenvolvendo o sistema imunológico, são mais suscetíveis e vulneráveis a diversas bactérias. Te contamos dicas de ouro para te ajudar a mantê-las bem longe das unhas do bebê

Resumo da Notícia

  • Saiba como cuidar corretamente das unhas do bebê
  • É ideal manter a higiene para a não propagação de germes e bactérias
  • Veja qual o produto certo para cuidar da saúde do seu filho

É muito comum os pais sentirem um certo receio quando o assunto é as unhas do bebê. Mas para evitar acidentes e que diversas bactérias entrem no organismo, é importante mantê-las aparadas e higienizadas. Antes dos primeiros 20 dias de vida, tenha muito cuidado para não machucar a parte cartilaginosa da unha ou até mesmo cortar a pele do bebê. O momento ideal para apará-las é quando seu filho estiver dormindo, pois assim as chances dele se mexer serão menores.

-Publicidade-
A higiene sempre deve ser feita para evitar a propagação de bactérias e germes para o bebê (Foto: iStock)

Tesoura ou cortador?

Depende! Os pais podem optar pelo acessório que se sentirem mais confortáveis, mas vale lembrar que as tesouras precisam ter a ponta redonda e os cortadores retos. Antes de começar o corte, olhe com cuidado a unha do bebê e inicie por um dedo de cada vez (sem pressa!)

Quando posso fazer o primeiro corte?

Se os pais acharem que as unhas já estão grandes o suficiente, o corte pode ser feito após a primeira semana de vida. Quando seu filho já estiver maior, você pode lixar a ponta das unhas para evitar arranhões. E não esqueça: não se deve usar nenhum tipo de alicate e as cutículas do bebê não precisam ser retiradas.

-Publicidade-

Dica de ouro

Antes de começar qualquer processo, é muito importante que os bebês e os pais estejam com as mãos higienizadas, evitando assim a propagação de bactérias. Para te ajudar nessa missão, Granado tem uma linha completa de sabonetes líquidos, desenvolvidos para as peles mais sensíveis e formulados com glicerina vegetal e pH da pele.

São três opções para manter as mãos e pontas das unhas higienizadas (Foto: Divulgação)

Massageie delicadamente as mãos dos bebês e esfregue as pontas das unhas de forma suave. Por ainda estarem na fase de desenvolvimento do sistema imunológico, eles são mais sensíveis a vulnerabilidades e infecções. Dessa forma, caso ele coloque a mão na boca ou coce os olhos, estará protegido.

Como cortar as unhas do bebê:

Separe a tesoura ou cortador de unha de bebê. Pressione a parte de baixo do dedo contra a unha para evitar que a pele seja cortada por acidente. Com uma lixa suave, faça o acabamento para evitar que o bebê se arranhe ou se machuque.

A dica para tornar o processo mais simples é fazê-lo logo após o banho, pois assim as unhas estão mais moles, facilitando o corte. Para que não encravem, é muito importante deixá-las na altura da linha natural e mantê-las sempre bem retinhas.

-Publicidade-