Natal: iniciativa busca ressignificar a troca de presentes nesta época do ano

E se pudéssemos presentear crianças que não conhecemos com algo que já está em nossa casa? Uma campanha da Infância Sem Excesso

Natal é um período mesmo muito especial. Mexe com a gente. Lembranças, reencontros, comida boa, o prazer de presentear quem amamos e a alegria de ser lembrado também. Esta é uma data que promove tanto amor, múltiplas oportunidades de levarmos carinho inclusive para quem não conhecemos. É realmente incrível como as mais diversas iniciativas (individuais ou coletivas) promovem o bem de maneiras diversas, muitas vezes tão singelas…

Conheça uma iniciativa sustentável para trocar presentes neste Natal
Conheça uma iniciativa sustentável para trocar presentes neste Natal (Foto: Arquivo Pessoal)

Mas, por ser uma época de celebração da vida, percebo que as pessoas estão de fato mais sensíveis e abertas. Nessa direção trago uma super ideia que pode facilmente ser multiplicada e adaptada aos mais diversos contextos. Quem sugere são as educadoras do perfil @infanciasemexcesso (já falei sobre elas aqui) que tanto me inspira e a quem já agradeço!

Imagine uma criança encontrando um presente em uma árvore da rua? Como funciona? Procure em casa ou faça um presente (nada de comprar), embrulhe em um papel já usado e coloque um bilhete assim:

“Você é uma criança? Este presente subiu na árvore para você. Pode pegar. E se quiser pendurar um presente na árvore para outra criança, é só embrulhar uma surpresa bem legal, que não esteja usando em sua casa, e deixar em uma árvore. Espalhe surpresas que cuidem das crianças e da natureza”.

Uma ideia diferente de presentear crianças no fim de ano
Uma ideia diferente de presentear crianças no fim de ano (Foto: Arquivo Pessoal)

Um lembrete importante que pode ajudar e inspirar na escolha/preparo dos presentes: “Eles devem conter organicidade com a infância e com o meio. Vamos pensar no que está por nascer, gestar momentos duradouros e cultivar encontros. Pendurar algo na árvore é como deixar algo para ser colhido, há de ser fértil”.

Eu amei a ideia e já estou me organizando com a família para fazermos isso juntos nos próximos dias. Vai ser muito especial. Feliz Natal!