Acessibilidade: menino com paraparesia consegue caminhar sozinho após hospital criar andador de PVC

João Vitor, de 8 anos, consegue finalmente andar sem se segurar nas paredes ou precisar do auxílio de um adulto

Resumo da Notícia

  • Aos 8 anos, João Vitor consegue finalmente andar sem se segurar nas paredes ou precisar do auxílio de um adulto
  • Isso é possível por conta de uma invenção feita por funcionários do Hospital Escola Hélvio Auto, em Maceió, que constrói objetos de acessibilidade com tubos de PVC
  • O andador desenvolvido sob medida para João Vitor foi apenas o primeiro de sete peças já criadas no hospital

Aos 8 anos, João Vitor consegue finalmente andar sem se segurar nas paredes ou precisar do auxílio de um adulto. Isso é possível por conta de uma invenção feita por funcionários do Hospital Escola Hélvio Auto, em Maceió, que constrói objetos de acessibilidade com tubos de PVC e doa a pacientes pobres.

-Publicidade-

O andador desenvolvido sob medida para João Vitor foi apenas o primeiro de sete peças já criadas no hospital, que faz parte da Uncisal (Universidade de Ciências da Saúde de Alagoas).

O andador foi feito sob medida (Foto: Reprodução/ UOL)

Segundo Marcia Mendes Porangaba, terapeuta ocupacional do hospital, que atuava no tratamento de João Vitor: “Ele não estava andando e brincando adequadamente; não se deslocava da maneira necessária. Se ele saísse do hospital daquela maneira não iria funcionar”. Foi ela quem teve a ideia dos andadores acessíveis.

João é órfão e mora em Paripueira, na Grande Maceió, com a avó. Ele tem paraparesia (déficit parcial de força dos membros inferiores). Para ajudar a criança na volta para casa, ela contou com apoio das estagiárias (que arrumaram os tubos) e de um funcionário da manutenção do hospital, que fez a peça sob medida. “A partir daí nasceu esse processo e passamos a fazer essa tecnologia assistiva de baixo custo sob medida”, conta.