Cuba é o primeiro país do mundo a iniciar a vacinação de crianças de 2 a 11 anos contra a Covid-19

Após testes clínicos, a imunização desta faixa etária foi iniciada nesta segunda-feira, 6 de setembro

Resumo da Notícia

  • Cuba se tornou o primeiro país do mundo a imunizar crianças de 2 a 11 anos
  • Após testes clínicos, a imunização desta faixa-etária começou na última segunda-feira, 6 de setembro
  • As crianças estão sendo vacinadas com as fórmulas Soberana 02, Soberana Plus e Abdala

Cuba se tornou o primeiro país do mundo a vacinar crianças de 2 a 11 anos contra a Covid-19 nesta segunda-feira, 6 de setembro. Após testes clínicos, esta faixa etária está sendo imunizada com as fórmulas Soberana 02, Soberana Plus e Abdala. Adolescentes de 12 a 18 anos também receberão estas fórmulas.

-Publicidade-

No país, o calendário de vacinação se iniciará com jovens de 16 e 17 anos – que devem retornar ao ensino presencial no dia 4 de outubro. Depois deles, alunos de 2 a 18 anos passam a ser imunizados para a volta às aulas no dia 8 de outubro. Crianças da educação primária serão vacinadas para que possam, enfim, retornar ao ensino presencial no dia 15 de novembro.

Cuba é o único país da América Latina a desenvolver 5 vacinas próprias contra o coronavírus (Foto: Getty Images)

A vacinação com Abdala requer três doses. Enquanto isso, as fórmulas Soberana 02 e Soberana Plus precisam de duas doses para concluir sua imunização. Ambas possuem eficácia de 91% contra a vírus da Covid-19.

Cuba é o único país da América Latina a desenvolver 5 vacinas próprias contra o coronavírus. Os testes clínicos com crianças e adolescentes foram realizados com 350 voluntários em junho deste ano. Sobre eles, o Centro de Controle Estatal de Medicamentos, Equipamentos e Dispositivos Médicos (CEDMED) detalhou:

Toda a população será imunizada até o fim de 2021 (Foto: reprodução/ Getty Images)

“Os resultados obtidos entre a população pediátrica foram superiores em todas as variantes imunológicas em comparação à população adulta de 19 a 80 anos”. Até o dia 4 de setembro, 14,6 milhões de doses já haviam sido aplicadas na população cubana, com 4,1 milhões com a imunização completa contra o coronavírus. Agora, o objetivo do governo é vacinar toda a população da ilha até o fim de 2021 – para que, no ano que vem, possam ser imunizados turistas.