Criança

Você sabia que mordida cruzada pode causar problemas na coluna do seu filho?

O diagnóstico precoce ajuda, e muito, a evitar vários problemas de saúde

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

close-up-of-boy-having-his-teeth-examined-by-a-dentist-picture-id842773642

(Foto: iStock)

Quando seu filho tem menos de seis anos de idade fica difícil identificar se precisa de correção na mordida. Porém, o que muitos pais não sabem é que quanto mais cedo você levar a criança ao dentista, menor a chance dele desenvolver problemas graves de saúde no futuro.

A odontologista Dra. Patrícia Valério, mãe de Rodrigo e Luiza, comentou que um dos problemas mais frequentes nas crianças, antes dos seis anos, é a Mordida Cruzada Posterior Unilateral (MCPU). Quando não há um diagnóstico precoce pode gerar alterações na postura que, no futuro, leva a assimetrias intratáveis na face, o rosto fica torto, dores na coluna e problemas de visão. “Durante essa fase as alterações são muito posicionais, para fugir da interferência a criança muda a mordida e acaba adquirindo uma forma de mastigar e morder lateralizando, se ninguém intervir passa a ser uma questão esquelética”, explica Patrícia.

Cerca de 70% das crianças entre 3 e 6 anos apresentaram este problema, mas 90% ainda não apresentam assimetrias facias. A doutora enfatiza que se a avaliação for feita precocemente, é mais fácil prevenir esses problemas. “Nem sempre o tratamento é feito por meio do aparelho. Podemos fazer pequenos desgastes nos dentes ou acréscimo de resina para posicionar a mandíbula de forma adequada, é simples e não incomoda”, exemplifica a pesquisadora. Leve seu filho ao dentista antes mesmo dos primeiros dentinhos aparecerem, você vai receber toda a orientação que precisa de um profissional!

Leia também:

Até os 8 anos seu filho precisa da sua ajuda na escovação dos dentes

5 passos para o seu filho se livrar do medo de dentista

Tire suas dúvidas! 6 perguntas e respostas sobre os dentes das crianças