Especiais

“Encontre um dia para namorar, nem precisa ser sexo, mas algo que gostem de fazer juntos”, aconselha Luiz Hanns

O psicólogo e terapeuta de casais comandou a palestra "Muda a Maneira de Namorar"

Marina Paschoal

Marina Paschoal ,Filha de Selma e Antônio Jorge

Luiz Hanns, pai de Antonia e Julia (Foto: Gustavo Morita)

Luiz Hanns, pai de Antonia e Julia (Foto: Gustavo Morita)

6° Seminário Internacional Pais&Filhos está demais! O nosso encontro, que acontece na Unibes Cultural, em São Paulo, tem como tema “Maternidade Muda Tudo (ainda bem!)”. Luiz Hanns, que é psicólogo, psicanalista, com mestrado e doutorado pela PUC, é também pai de duas meninas, Antonia e Julia, e terapeuta de casais há mais de vinte anos.

Luiz é autor do livro A Equação do Casamentoque trata dos ajustes de desejos que cada um tem de fazer consigo — e com seu companheiro. E veio ao nosso encontro palestrar justamente sobre como a maternidade “Muda a Maneira de Namorar”.

Segundo ele, o estresse do dia a dia – o que ele chama de estresse vivencial e é aquela correria que conhecemos de trabalho, casa e filhos – impacta diretamente na nossa saúde, nas nossas finanças, no nível de calma e, claro, impacta no namoro, no sexo do casal. “Mulheres se sentem pressionadas a atender a tudo e a todos, mas é preciso aprender a hierarquizar, escolher prioridades e o homem, que sabe fazer isso muito bem, pode ajudar”, ele conta.

E isso porque, todo esse estresse e demandas, faz com que os dias das mulheres não tenham fim e que elas fiquem mais agressivas. Por isso, a dica é que o casal tenha (e conserve) a conexão emocio