Agente de aeroporto paga passagens de família que caiu em golpe

Raphael Cavaleiro estava atendendo um casal com deficiência auditiva e os filhos, quando percebeu que os nomes deles não constavam na lista de passageiros para embarque – porque as passagens compradas pela família eram falsas. Diante disso, teve uma ideia emocionante

Resumo da Notícia

  • Um agente de um aeroporto não pensou duas vezes ao comprar passagens de avião para uma família que havia caído em um golpe
  • Raphael Cavaleiro, de 35 anos de idade, notou que o nome de nenhum dos integrantes da família constava na lista de passageiros do voo - porque as passagens que eles apresentaram eram falsas
  • Assim, decidiu custear do próprio bolso os tickets dos quatro integrantes adultos

Demais! Raphael Cavaleiro, de 35 anos, roubou a cena com uma boa ação linda. Isso porque, durante mais um dia normal de trabalho, o agente de aeroportos não pensou duas vezes para ajudar uma família que havia caído em um golpe.

-Publicidade-

Ao portal Razões Para Acreditar, o funcionário narrou que estava fazendo a checagem de passageiros de um voo com destino a Recife. No meio do processo, se deparou com as 4 passagens de um casal com deficiência auditiva e seus três filhos. O nome de nenhum deles constava na lista de passageiros.

“Eles são leigos, mas eu bati o olho no papel e vi que tinha algo errado ali. Logo que informei a menina, ela repassou a informação e os pais ficaram bem agitados e logo a menina começou a chorar. Ela falou que eles não tinham como custear a passagem, principalmente, porque o pai está desempregado”, relembra.

Raphael custeou as passagens de toda a família
Raphael custeou as passagens de toda a família (Foto: Getty Image)

Emocionado, Raphael conta que precisou de um tempo para se recompor antes de ter a ideia incrível. “Pedi licença, fui para a sala perto do meu armário e desabei a chorar. Pensei um pouco, me recompus e chamei o meu coordenador, dizendo que estava disposto a custear as passagens”.

O agente logo informou os outros funcionários e todos da família que estava disposto a custear a viagem, e não poderia ter sido melhor recebido. “A menina ficou tão feliz. Ela disse: ‘tio, você vai viajar com a gente?’ E eu respondi: ‘Não, meu coração. O tio trabalha aqui interno’. E ela complementou: ‘Poxa, queria que fosse com a gente'”. E ainda completa:

Raphael não pensou duas vezes para custear as passagens da família
Raphael não pensou duas vezes para custear as passagens da família (Foto: Reprodução/ Instagram)

“Foi neste momento que a menina me disse que era a primeira vez que estava viajando. Mostrei o avião chegando para ela, lembro que nem piscava direito. Quando chegou, nós seguimos os protocolos de assepsia por conta da Covid e depois iniciamos o embarque. Mas, antes, eles me deram um abraço repentino, o casal por cima e a menina pela cintura. Senti toda a gratidão deles”.

Raphael, além de reconhecido pela família e colegas de trabalho, recebeu o reconhecimento público do CEO da companhia aérea em que trabalha – que publicou uma homenagem na conta oficial da empresa no Instagram. “Ele estava agradecendo o que eu havia feito e também falei ontem com o CEO das linhas aéreas. Tinha feito tudo de forma bem discreta, falando baixo com eles para não gerar constrangimento, comentei somente com um amigo meu que ajudou a pegar a bagagem. Não imaginava toda essa repercussão”, afirmou. Demais!