Avó de 19 netos surpreende ao se formar em pedagogia e se tornar professora aos 72 anos

Ela precisou enfrentar a resistência do marido e muito preconceito para dar aulas na cidade de Cipó, na Bahia

Resumo da Notícia

  • Maria Clara Santana, de 76 anos, mãe de 11 filhos, avó de 19 e bisavó de dois, surpreendeu ao realizar um grande sonho: se formar em pedagogia.
  • Ela deixou os estudos, ainda muito jovem, para se casar;
  • E precisou enfrentar a resistência do marido e muito preconceito para se tornar professora na cidade de Cipó, na Bahia.

Maria Clara Santana, de 76 anos, mãe de 11 filhos, avó de 19 e bisavó de dois, surpreendeu ao realizar um grande sonho: se formar em pedagogia. Ela deixou os estudos, ainda muito jovem, para se casar e precisou enfrentar a resistência do marido e muito preconceito para se tornar professora na cidade de Cipó, na Bahia.

-Publicidade-

Aos 40 anos conseguiu voltar às salas de aulas por meio do EJA, programa municipal de Educação de Jovens e Adultos e concluiu o primário. Pouco tempo depois, ela concluiu o ensino médio. Ela foi matricular o filho e aproveitou o momento para fazer a própria matrícula.

Avó se forma em pedagogia aos 72 anos
Avó se forma em pedagogia aos 72 anos (Foto: Reprodução/ Facebook)

Apesar do filho ter abandonado a escola, Maria não desistiu e concluiu a escola aos 50 anos. Ela inclusive lutou pelos estudos das filhas, já que o marido também era contra. “É que na minha época era diferente. Entrei na escola com uns 8 anos e era roça. Não tinha carro, não tinha professora direito, então nem sempre tinha aula. Com o tempo ele foi se acostumando. Mas foi um sofrimento para mim”, relembra ao site Só Notícia Boa.

Após terminar a escola, a avó chegou a dar aula para algumas crianças. Mas doi a chegada de uma universidade na cidade, que fez com que ela decidisse cursar pedagogia. Foram 4 anos de estudos, até concluir. Maria falou dos planos para o futuro: “Quero trabalhar no ano que vem, mas só com ensino presencial. E se tiver pós-graduação, eu ainda vou lá!”, avisou.

Crianças podem apender mais quando o ensino é lúdico
Crianças podem apender mais quando o ensino é lúdico (Foro: iStock)