Barbie lança boneca inspirada em cientista brasileira que trabalhou com Covid-19

Iniciativa faz parte da linha “Mulheres Inspiradoras”, que passa a mensagem de que meninas podem fazer tudo que quiserem

Resumo da Notícia

  • Jaqueline liderou uma equipe que sequenciou o genoma do vírus SARS-CoV-2 em apenas 48h no Brasil
  • A empresa Barbie decidiu então homenageá-la
  • Mais mulheres incríveis foram homenageadas pela marca

A biomédica baiana Dra. Jaqueline Goes ganhou uma incrível homenagem da empresa Barbie, ela vai se tornar uma das bonecas da companhia! Isso pois ela se tornou conhecida depois de liderar uma equipe que sequenciou o genoma do vírus SARS-CoV-2 em apenas 48h no Brasil – tempo recorde se comparado a outros países.

-Publicidade-

A iniciativa faz parte da linha “Mulheres Inspiradoras” (Role Models em inglês), e Jaquelina vai ser presentada com uma boneca única feita especialmente para parecer com ela. Doutora em Patologia Humana e Experimental pela UFBA (Universidade Federal da Bahia), instituição associada à Fiocruz, e mestre em Biotecnologia em Saúde e Medicina Investigativa, a pesquisadora coordena o projeto CADDE (Centro de Descoberta, Diagnóstico, Genômica e Epidemiologia de Arbovírus), uma parceria do Brasil com o Reino Unido.

Aboneca foi feita à semelhança de Jaqueline Goes (Foto: Divulgação Mattel)

Agora, a baiana está marcada na história como uma das mulheres brilhantes homenageadas pela Barbie. Outras mulheres também foram homenageadas, como modelo americana Ashley Graham, a cosmonauta russa Anna Kikina, a modelo e ativista britânica Adwoa Aboah, a chef italiana Rossana Maziale e a surfista de ondas grandes Maya Gabeira – a primeira brasileira eleita pelo programa da boneca, em 2019 – dentre outras personalidades, da medicina e da música

“Enquanto cientista, mulher e negra, ser homenageada pela Barbie e me tornar um modelo para novas gerações é provar que através das oportunidades, o talento e inteligência podem alcançar e até gerar frutos positivos para uma nação. Crianças imaginam que podem ser o que quiserem, mas ver o que podem se tornar, ouvindo as trajetórias de outras pessoas e reconhecendo-se nelas faz toda a diferença”, conta Jaqueline.

O projeto

Lisa McKnight, vice-presidente sênior e chefe global da Barbie e bonecas da Mattel, conta como o projeto “Mulheres Inspiradoras” tem ajudado muito na questão de mostrar a meninas que elas podem fazer o que quiserem: “A Barbie reconhece que todos os trabalhadores da linha de frente fizeram enormes sacrifícios ao enfrentar a pandemia e os desafios que ela agravou”, diz ela, que complementa: “Para iluminar seus esforços, estamos compartilhando suas histórias e aproveitando a plataforma da Barbie para inspirar a próxima geração a seguir essas heroínas. Nossa esperança é nutrir e estimular a imaginação das crianças que interpretam seus próprios enredos como heróis”.