Caso raro! Casal de mães dá à luz cinco meninas após inseminação artificial

É apenas a segunda vez registrada nos EUA em que ocorre uma gestação de quíntuplos com todas as bebês sendo meninas

Resumo da Notícia

  • Priscilla Rodriguez e Heather Langleym já eram mães de uma menina de 3 anos, chamada Sawyer
  • Elas fizeram um tratamento de inseminação artificial descobriram que teriam quíntuplos
  • É apenas a segunda vez registrada nos EUA em que ocorre uma gestação de quíntuplos com todas as bebês sendo meninas

Priscilla Rodriguez, de 35 anos, e Heather Langleym, de 39, já eram mães de uma menina de 3 anos, chamada Sawyer, quando decidiram aumentar a família. Elas fizeram um tratamento de inseminação artificial e receberam uma grande surpresa. Quando Heather estava grávida de seis semanas, descobriu que teria quíntuplos. E o mais curioso ainda: todas meninas!

-Publicidade-
O método utilizado pelo casal foi a inseminação intrauterina (Foto: Reprodução/The Sun)

É apenas a segunda vez registrada nos EUA em que ocorre uma gestação de quíntuplos com todas as bebês sendo meninas. Elas nasceram em agosto do ano passado, com 28 semanas, por meio de uma cesariana de emergência. “Inicialmente os médicos viram quatro bebês. Depois descobriram que tinha mais um. Eu fiquei assustada no início, com medo de ter complicações na gravidez”, disse Heather ao jornal britânico Daily Mail.

“Fiquei muito assustada quando descobri que seriam cinco, porque temi que a gravidez fosse preocupante e complicada”, disse Heather. “Eu também estava em pânico sobre como cuidaríamos de cinco bebês. No entanto, depois que o choque inicial passou, percebi como nossas bebês seriam especiais e únicas. Parece que ganhamos na loteria. Também confesso que entrei em pânico ao pensar em como cuidaria de cinco bebês e como chegaríamos a um acordo sobre cinco nomes, se um já é difícil”, disse uma das mães. Os nomes escolhidos foram Hadley, Reagan, Zariah, Zylah e Jocelyn.

-Publicidade-
Heather conta que ficou surpresa quando percebeu que o tratamento funcionou logo na primeira vez (Foto: Reprodução/The Sun)

Inseminação intrauterina

O método utilizado pelo casal foi a inseminação intrauterina, no qual o esperma concentrado é colocado diretamente no útero por volta da hora em que a mulher vai ovular. Heather conta que ficou surpresa quando percebeu que o tratamento funcionou logo na primeira vez. “Usamos o método de inseminação novamente, o mesmo tratamento de fertilidade que usamos com Sawyer, não conseguimos usar o mesmo doador de esperma, porque ele não estava disponível. Não tínhamos certeza se ia dar certo. Mas esta foi a nossa primeira tentativa e funcionou. Estávamos tão felizes que mal podíamos esperar para termos filhos novamente”.

As cinco bebês nasceram no espaço de três minutos (Foto: Reprodução/The Sun)

Com a pandemia do coronavírus, Priscilla não pôde acompanhar a namorada nas consultas de pré-natal e não estava junto com Heather quando ela descobriu teria quíntuplos. “Ela não acreditou que eu estava falando sério no início, porque raramente se ouve falar de pessoas grávidas de cinco bebês. Quando descobrimos que elas seriam o segundo conjunto de quíntuplos exclusivamente femininos nos Estados Unidos, nos sentimos muito abençoadas com o quão raros e extraordinárias elas eram”.

Por causa do parto prematuro, as bebês tiveram que passar seus três primeiros meses de vida no hospital. Elas nasceram em agosto, mas a primeira só foi para casa no dia 31 de outubro e a última em 2 de dezembro. As cinco bebês nasceram no espaço de três minutos. Quanto à rotina, Heather diz que ainda está se adaptando. “Tem sido louco, agitado e cansativo, mas não seria de outra maneira. Nossa filha mais velha tem sido incrível com suas irmãs, ela até as chama de seus bebês. É tão fofo”.

-Publicidade-