Cobra venenosa é encontrada dentro pátio em escola no Paraná

O caso aconteceu em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná. Felizmente, nenhuma pessoa presente na instituição educacional foi ferida

Resumo da Notícia

  • Uma cobra urutu é encontrada dentro de escola no Paraná
  • Felizmente, numa pessoa da instituição educacional foi ferida
  • O caso aconteceu na última terça-feira, 7 de junho

De acordo com informações do g1, uma cobra urutu foi avistada dentro dentro de uma escola localizada em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná. O animal estava no pátio da Escola Municipal General Aldo Bonde. O caso aconteceu durante a última terça-feira, 7 de junho.

-Publicidade-

Ainda segundo o portal jornalístico, a prefeitura informou que o diretor da escola seguiu o protocolo e isolou o animal até a chegada do resgate. No momento do ocorrido, o Instituto Água e Terra (IAT) foi chamado. A cobra urutu foi encaminhada ao Instituto Klimionte Ambiental para passar por uma avaliação. Felizmente, nenhuma pessoa da instituição educacional foi ferida.

Ninguém se feriu pelo animal
Ninguém se feriu pelo animal (Foto: Reprodução / IAK)

Posteriormente, a cobra será transferida ao Centro de Produção e Pesquisa De Imunobiológicos da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), localizada na Região Metropolitana de Curitiba. O animal sera usado na parte de produção de soro antiofídicos – usado em pessoas que são picadas por uma serpente.

Outro caso: Menino de 3 anos é picado por cobra em Goiás

Criança de 3 anos foi picada por uma cobra na porta da própria casa em Itaberaí, no noroeste de Goiás. O vídeo que está circulando nas redes, mostra o momento que a cobra avança no garoto. A criança corre para o lado do avô, que socorre ele. O caso aconteceu no domingo, 15 de maio, na fazenda dos avós do garoto. A família ia para lá todo final de semana. Conforme depoimento da mãe do garoto, Kamilla Pereira, o menino chamado Luiz Felipe e o avô foram pegar ovos no galinheiro e quando voltaram para casa, a cobra cruzou o caminho deles.

“Foi desesperador, eu nunca tinha passado apuro com ele antes. Ontem eu e meu esposo perdemos o chão, ficamos com muito medo” disse a mãe do garoto. Kamilla disse que quando o avô chegou com a criança, eles lavaram a perna dele e levaram para o Hospital Municipal de Itaberaí. Depois de darem entrada ao hospital, a criança foi transferida para o Hospital Estadual de Doenças Tropicais Dr Anuar Auad, em Goiânia, para saber se a cobra era ou não venenosa. Leia aqui a matéria na íntegra.