Devo cancelar festas de aniversário e almoço de domingo por conta do coronavírus?

Os órgãos de saúde recomendam que as famílias fiquem em isolamento domiciliar, mesmo que não apresentem nenhum sintoma da doença. A prevenção é o melhor caminho no momento

Resumo da Notícia

  • Com o alerta de pandemia, é recomendado que as pessoas fiquem em isolamento domiciliar
  • Isso significa cancelar qualquer compromisso que não seja urgente
  • A prevenção é a forma mais eficaz de banir a doença
Compromissos não urgentes devem esperar (Foto: Getty Images)

“A Covid-19 é uma doença que não tem tratamento específico nem vacina, então as medidas que podem diminuir a evolução da doença são higiene das mãos, etiqueta respiratória e distanciamento social”, explica o infectologista Dr. Gerson Salvador, pai de Laura e Lucas. Esse último ponto é fundamental de ser seguido. É fato que quanto menos pessoas circularem, menor é a chance de serem infectadas ou infectarem os outros. 

-Publicidade-

Essa medida é ainda mais importante para os idosos ou para quem tem doenças pulmonares ou cardiológicas, mas isso não significa que o restante da população não precisa seguir. Pelo contrário. O especialista reforça que, neste momento, você deve evitar aglomerações e adiar tudo o que for adiável: “A gente não deve sair de casa e circular para atividades que não sejam urgentes”.

É complicado, mas é hora de cancelar o chá de bebê, festa de aniversário, almoço de domingo na casa da avó, chá revelação, passeios no shopping ou parque. Compromissos não urgentes podem ficar para depois, pela sua segurança e de sua família. Inclusive, quem tiver a possibilidade de fazer home office, deve aproveitar para diminuir ainda mais a circulação. 

-Publicidade-
O isolamento é uma das formas mais eficazes de impedir a transmissão (Foto: Getty Images)

Seguir essas recomendações agora fará toda a diferença mais para frente. As crianças podem ficar chateadas, mas nessas situações vale o diálogo aberto e direto: “A maior parte delas, pelo menos, já ouviu falar sobre o coronavírus, então a questão é explicar que estamos passando por um momento em que é preciso ficar em casa para evitar tanto contrair quanto transmitir para pessoas que podem ter consequências mais graves, como o avô e a avó”. 

Dr. Gerson completa que não é fácil nem para a gente, imagina então para os filhos, mas destaca: “Se estivermos tranquilos, iremos passar essa tranquilidade para elas também”. Para que os mais novos sintam menos essa “perda”, uma saída é fazer “programas em família”, dos mais simples mesmo. Tenha um momento para leitura, outro para brincadeiras, faça as refeições junto, prepare a comida com eles. 

“Vale a pena variar as atividades”, opina. Faça algo que nunca fez. É hora de testar. “Para os pais que têm possibilidade de fazer home office, pode ser uma oportunidade de conexão e intimidade importante”, acrescenta. Assim, é a chance de tornar algo negativo em um momento de fortalecimento dos laços familiares.

 

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-