Família começa a vender canecas com desenhos feitos pelo filho diagnosticado com doença rara

A família de Leonardo Correia Lobão decidiu comercializar o produto para ajudar a bancar os custos do tratamento exigidos pela doença degenerativa

Resumo da Notícia

  • Leonardo Correia Lobão foi diagnosticado com Distrofia Muscular de Duchenne (DMD)
  • A família decidiu vender canecas com desenhos do menino estampados para ajudar a pagar o tratamento
  • A mãe do garoto ressaltou que o mais importante é a felicidade do filho

Leonardo Correia Lobão é um menino de 11 anos de idade diagnosticado com Distrofia Muscular de Duchenne (DMD), doença degenerativa e rara que causa atrofia muscular no portador. A fim de arcar com os custos elevados do tratamento, a família da criança decidiu vender canecas estampadas com desenhos feitos pelo próprio garoto.

-Publicidade-

A mãe de Leonardo, Carolina Correia, lembrou que a descoberta da síndrome do filho aconteceu tarde, apenas aos 8 anos de idade. “Perdi meu chão. Jamais iria imaginar que isso fosse acontecer com o meu filho”, recordou. Na intenção de melhorar o diagnóstico, a família da técnica em enfermagem decidiu iniciar o tratamento o mais rápido possível.

As canecas carregam ilustrações feitas pelo menino
As canecas carregam ilustrações feitas pelo menino (Foto: Reprodução Arquivo Pessoal)

Entretanto, a mulher disse ainda que até agosto de 2021 o filho respondia positivamente aos tratamentos, mas que a partir desse mês Leonardo perdeu a capacidade de andar, fazendo com que os gastos exigissem de R$ 2 mil a R$ 3,5 mil mensais.

A fim de arrecadar uma renda extra para a família, Camila começou a vender as canecas com desenhos do menino estampado. “Ele sempre gostou de desenho. Então, falei ‘vamos desenhar’, e aí, o primeiro desenho que ele fez foi do sistema solar, para um trabalho da escola. Peguei o desenho e mandei fazer 30 canecas. Venderam todas. Aí, mandei fazer mais 30, e vendeu tudo outra vez.”, afirmou a mãe durante entrevista exclusiva ao g1.

As canecas personalizadas são divulgadas pelo WhatsApp e custam R$ 50 por unidade. “Hoje, vejo ele feliz, e pela primeira vez sinto paz no meu coração”, afirmou a mãe, que finalizou dizendo que o mais importante é ver o filho alegre com a visibilidade dos produtos.